Acesso ao principal conteúdo
Ciclismo

Giro: Ruben Guerreiro garantiu triunfo na classificação da montanha

Ruben Guerreiro, ciclista português.
Ruben Guerreiro, ciclista português. © AFP - LUCA BETTINI
Texto por: Marco Martins
5 min

Ruben Guerreiro (EF Pro Cycling) garantiu a conquista da camisola azul da Volta a Itália em bicicleta, a classificação da montanha, isto enquanto na geral individual o ciclista português João Almeida (Deceuninck-Quick Step) ocupa o quinto lugar. O vencedor da 20ª etapa foi o britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS Grenadiers).

Publicidade

A 20ª etapa, entre Alba e Sestriere numa distância de 258 quilómetros, foi arrecadada pelo britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS Grenadiers). O ciclista português João Almeida (Deceuninck-Quick Step) terminou no 4° lugar a 1 minuto e 01 segundo do vencedor da etapa.

Esta etapa, a última com montanha, acabou por ser decisiva na luta pela camisola cor-de-rosa, de lider da geral individual. O holandês Wilco Kelderman (Team Sunweb), líder à partida, perdeu tempo e cedeu a camisola ao seu colega de equipa, o australiano Jai Hindley, que tem apenas 86 centésimos de vantagem em relação a Tao Geoghegan Hart.

Ruben Guerreiro é líder da montanha, João Almeida no 5° lugar na geral individual

O líder da geral é o australiano Jai Hindley (Team Sunweb) com 86 centésimos de vantagem em relação ao britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS Grenadiers) e 1 minuto e 32 segundos em relação ao holandês Wilco Kelderman (Team Sunweb).

João Almeida, que vestiu durante 15 dias consecutivos a camisola de líder da Volta a Itália, ocupa o 5° lugar a 3 minutos e 14 segundos de Jai Hindley. No que diz respeito à classificação da Juventude, camisola branca, o australiano Jai Hindley (Team Sunweb) lidera com 3 minutos e 14 segundos de vantagem em relação ao português João Almeida.

De notar igualmente que o português Ruben Guerreiro (EF Pro Cycling), de 26 anos, ocupa o primeiro lugar na classificação de melhor trepador, a camisola azul, com 234 pontos, e após esta 20 ª etapa já garantiu o triunfo nessa geral específica.

Um feito inédito para Portugal em classificações secundárias de voltas a Itália, França e Espanha. Para Ruben Guerreiro é um sonho: «Eu queria ganhar uma etapa. Quando ganhei não estava à espera, e ainda menos a (ndr:camisola) montanha. Passou a ser o objecxtivo. Tinha de optar pela classificação da montanha ou pelas etapas. A montanha foi a minha primeira opção, e já tinha uma etapa no bolso. Melhor era quase impossível. É um grande orgulho. Acho que esta camisola não é minha, é de todos, é da minha equipa, dos massagistas, dos mecânicos, dos directores, e dos portugueses também. O ciclismo é muito para lá do que força nas pernas, e as forças que vamos buscar é também na cabeça e da motivação. Nas redes sociais, vemos tanta gente a apoiar-nos, e isso é uma fonte de inspiração», concluiu o atleta luso.

Ruben Guerreiro, ciclista português

A 21ª etapa do ‘Giro’ versão 2020 decorre no domingo entre Cernusco sul Naviglio e Milão, um contra-relógio de 15,7 quilómetros.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.