Acesso ao principal conteúdo
Turquia/França

Tensões entre França e Turquia: Erdogan apela ao boicote de produtos franceses

Presidente turco Recep Tayyip Erdogan discursa para os apoiadores de seu partido em Malatya, no leste da Turquia, a 25 de outubro de 2020.
Presidente turco Recep Tayyip Erdogan discursa para os apoiadores de seu partido em Malatya, no leste da Turquia, a 25 de outubro de 2020. Turkish Presidency via AP, Pool
Texto por: RFI
4 min

Presidente turco volta a dizer que Emmanuel Macron tem problemas mentais, e apela ao boicote de produtos franceses.

Publicidade

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan reiterou hoje que Emmanuel Macron deveria procurar “tratamento para os seus problemas mentais”, e apelou ao boicote de produtos franceses: “tal como em França ouvimos apelos a boicotar os produtos turcos, apelo agora aos meus cidadãos para não comprarem produtos franceses”, afirmou Erdogan.

Erdogan disse ainda que os muçulmanos franceses vivem sob “opressão”, e pediu aos líderes europeus que façam pressão para que Macron deixe cair aquilo que apelidou como uma “agenda anti-islâmica”.

Estes comentários seguem-se à defesa que Macron fez das caricaturas satíricas do profeta Mohamed, após o bárbaro assassinato do professor Samuel Paty. Para Erdogan e os muçulmanos, estas caricaturas são um ataque directo ao Corão e ao profeta. Enquanto o assassinato de Paty foi praticamente ignorado na imprensa pró-governamental turca, os comentários de Macron que se seguiram abriram as páginas dos jornais.

Erdogan disse ainda que “os ataques aos muçulmanos crescem por toda a Europa”, e acusou o Estado Francês, e Macron em particular, de os encorajar.

Esta não é primeira vez que Erdogan faz declarações jocosas sobre o presidente francês – antes já lhe tinha chamado “aprendiz de Napoleão”,ignorante e impertinente”, e “estúpido e incapaz”, a propósito de diferenças de posição quanto à situação na Líbia, ou quando Macron criticou severamente as acções turcas no Leste do mediterrâneo. Paris finalmente perdeu a paciência e este fim-de-semana chamou o seu embaixador em Ancara para consultas.

A reacção de Ancara foi lacónica: “França aumenta a tensão e continua com a sua abordagem egocêntrica e tendenciosa sobre as relações com a Turquia”, segundo um comunicado do Ministério turco dos Negócios Estrangeiros.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.