Futebol

Futebol: FC Porto desafia Marselha de André Villas-Boas na Liga dos Campeões

André Villas-Boas, treinador do Marselha, defronta o antigo clube, o FC Porto.
André Villas-Boas, treinador do Marselha, defronta o antigo clube, o FC Porto. © LUSA - ESTELA SILVA

A terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões europeus de futebol começa nesta terça-feira 3 de Novembro com um duelo entre clubes francês e português, o FC Porto recebendo o Marselha no Estádio do Dragão.

Publicidade

Os portugueses do FC Porto acolhem os franceses do Marselha, equipa comandada pelo técnico luso André Villas-Boas num jogo a contar para a terceira jornada do Grupo C.

FC Porto quer aproximar-se do apuramento para os oitavos

Os portuenses, após o triunfo por 2-0 frente aos gregos do Olympiacos, querem continuar na senda das vitórias e aproximar-se cada vez mais dos oitavos-de-final da liga milionária.

Para o treinador português, Sérgio Conceição, o Marselha não é uma equipa qualquer: «O Marselha não é o clube ali da esquina. Tem um contexto competitivo acima da liga portuguesa. Teve mais tempo para se preparar, tem um treinador que já ganhou a Liga Europa e outros títulos, reconhecido como um dos melhores, e um plantel com jogadores que vão às suas seleções. Vamos apanhar um adversário difícil, mas temos responsabilidade», afirmou antes de acrescentar que «tudo vai fazer para vencer».

Sérgio Conceição também recordou a forte ligação ao FC Porto de André Villas-Boas: «O André esteve aqui, nos chamados anos dourados em termos de estabilidade financeira e de qualidade do plantel. Mas há treinadores que tiveram essa estabilidade e qualidade, e não conseguiram ganhar e ele conseguiu. É reconhecido por toda a gente pelo trabalho que fez no FC Porto», concluiu.

Marselha não quer bater recorde

Os marselheses acumularam onze derrotas em 11 jogos consecutivos na Liga dos Campeões europeus de futebol. O que significa que a equipa de André Villas-Boas pode bater um triste recorde, aquele do maior número de derrotas consecutivas na liga milionária que é detido pelos belgas do Anderlecht que perderam… 12 vezes seguidas (!)

Se o Marselha perder, iguala o recorde da equipa belga. De notar que desde o 13 de Março de 2012, e uma derrota por 2-1 frente aos italianos do Inter de Milão, a equipa francesa nunca mais venceu um encontro, acumulando 11 derrotas.

O técnico português, André Villas-Boas, admitiu que quer triunfar com o Marselha apesar do seu clube do coração ser o FC Porto: «Estou aqui para vencer o jogo e manter vivas as nossas hipóteses de qualificação para os oitavos de final. Para isso, somos obrigados a empatar ou ganhar, e vai ser complicado. Tudo isto torna de grande importância esta dupla jornada com o FC Porto. Não quero beliscar a grandeza do Marselha, mas o FC Porto é o meu clube do coração e uma cidade que estou emocionalmente ligado. É um conjunto de emoções fortes que estou a viver. Fui bem recebido, mas venho com uma missão particular, com compromisso que tenho com Marselha o que me obriga a jogar para ganhar e honrar a história do clube. Não me sentiria bem em festejar efusivamente (ndr: se o Marselha marca). Nesses momentos nunca estamos no controlo total das emoções, mas julgo que não vou festejar. Será quase como um jogo entre um pai e um filho, e nunca se quer o mal de um ou outro. Mas venho com o espírito de missão que tenho pelo Marselha, para ganhar», assumiu o treinador luso.

André Villas-Boas, treinador do Marselha

O FC Porto recebe o Marselha nesta terça-feira 3 de Novembro no Estádio do Dragão. De notar que nos dois últimos encontros realizados na cidade Invicta entre os dois clubes, os portuenses venceram sempre: 2-1 em 2007 e 1-0 em 2003.

Eis todos os grupos:

Grupo A: Bayern Munique (Alemanha), Atlético Madrid (Espanha), Salzburgo (Áustria) e Lokomotiv Moscovo (Rússia).

Grupo B: Real Madrid (Espanha), Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Inter (Itália) e Borussia Mönchengladbach (Alemanha).

Grupo C: FC Porto (Portugal), Manchester City (Inglaterra), Olympiacos (Grécia) e Marselha (França).

Grupo D: Liverpool (Inglaterra), Ajax (Holanda), Atalanta (Itália) e Midtjylland. (Dinamarca).

Grupo E: Sevilha (Espanha), Chelsea (Inglaterra), Krasnodar (Rússia) e Rennes (França).

Grupo F: Zenit (Rússia), Borussia Dortmund (Alemanha), Lazio (Itália) e Club Brugge (Bélgica).

Grupo G: Juventus (Itália), Barcelona (Espanha), Dínamo Kiev (Ucrânia) e Ferencvaros (Hungria).

Grupo H: Paris Saint-Germain (França), Manchester United (Inglaterra), Leipzig (Alemanha) e Basaksehir (Turquia).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI