Estados Unidos

EUA: Trump admite derrota face a Biden

Donald Trump admitiu ontem, pela primeira vez, que poderá não vencer as presidenciais,
Donald Trump admitiu ontem, pela primeira vez, que poderá não vencer as presidenciais, MANDEL NGAN / AFP

Donald Trump admitiu ontem, pela primeira vez, que poderá não vencer as presidenciais, hipótese que o chefe de Estado norte-americano refuta desde que o democrata Joe Biden foi declarado vencedor.

Publicidade

«O tempo dirá», foi esta a expressão utilizada por Donald Trump para evocar a hipótese de derrota face ao candidato democrata nas presidenciais de 3 de Novembro. Joe Biden que venceu no estado da Geórgia, a primeira vez desde 1992, conquistando 306 eleitores, contra 232 para o Presidente cessante.

Donald Trumo Trump fez uma declaração, na Casa Branca, em Washington, sobre a propagação da pandemia nos Estados Unidos da América  e os avanços no desenvolvimento de vacinas e terapêuticas para combater o SARS-CoV-2, em que nem por uma vez referiu o nome do presidente eleito.

“Idealmente, não iremos para um confinamento, eu não irei para um confinamento, esta administração não irá para um confinamento. Esperançosamente, o que quer que aconteça no futuro, quem sabe que administração será… Acho que o tempo dirá”, disse o chefe de Estado dos EUA.

Donald Trump não falou mais sobre a eleição presidencial e concluiu seu discurso sem responder às perguntas dos jornalistas.

Biden vence na Geórgia

As declarações de Trump sucedem a publicação dos resultados no estado da Geórgia, onde as projecções dão, pela primeira vez desde 1992, Joe Biden como vencedor. A Carolina do Norte permanece no campo dos republicanos.

De acordo com projecções do Instituto de Pesquisa Edison, que trabalha para as principais estações de televisão americanas, Joe Biden venceu a eleição presidencial com 306 grandes eleitores contra 232 obtidos pelo candidato republicano.

Ironicamente, esta é a pontuação inversa da vitória do bilionário republicano sobre Hillary Clinton em 2016 - na altura ele falou numa "onda gigante".

No entanto, uma recontagem de votos deve ocorrer na Geórgia, onde a diferença é muito pequena entre os dois candidatos. Todavia, a recontagem não deve não mudar o resultado final: Joe Biden tem, não importa o que aconteça neste estado, os 270 grandes eleitores necessários para chegar à Casa Branca.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI