Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Iván Cruz: «Ganhar ao Benfica seria a cereja no topo do bolo»

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. © AFP - DIRK WAEM
Texto por: Marco Martins
6 min

A terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol decorre durante este fim-de-semana. Neste sábado dois dos três grandes, FC Porto e SL Benfica, entram em acção.

Publicidade

Neste sábado 21 de Novembro, o Paredes, do terceiro escalão português, recebe o SL Benfica, da primeira divisão.

Iván Cruz, guarda-redes cabo-verdiano do Paredes, admitiu que o jogo será difícil e vencer seria a cereja no topo do bolo, ele que teve uma semana diferente de preparação antes do encontro visto que integrou o lote de convocados da Selecção cabo-verdiana que realizou dois jogos de apuramento para o CAN-2022.

«No meu caso a preparação foi um bocado diferente porque eu estava na Selecção e não estive muito por dentro da preparação mas é claro uma semana diferente das outras porque há sempre jornalistas e televisão sempre nos treinos. Eu já vivi isso antes quando estava no Gil Vicente porque sempre que jogávamos frente aos ‘grandes’ era assim», lembrou o internacional cabo-verdiano, admitindo que até foi positivo não estar presente durante toda a preparação do jogo visto que estava com os Tubarões Azuis:

«É bom porque estive na Selecção e é sempre bom representar a Selecção do meu país. Qualquer jogador gosta ou gostaria de jogar pela Seleção do seu país. Eu não era convocado há algum tempo e voltei passando alguns anos. Para mim foi óptimo», sublinhou o atleta de 24 anos.

No que diz respeito ao jogo frente ao SL Benfica, Iván Cruz assumiu que não vai ser um encontro fácil, mas frisou que tudo pode acontecer: «Sabemos bem que é difícil, temos uma percentagem mínima de hipóteses mas dentro do campo tudo pode acontecer. Mas o mais importante é desfrutar do jogo, desfrutar do momento e se der para ganhar é a cereja no topo do bolo», concluiu o guarda-redes do Paredes.

Iván Cruz, guarda-redes do Paredes

Iván Cruz, nascido na Ilha de São Vicente, tem 24 anos e joga com a camisola da União Sport Clube Paredes.

O guarda-redes cabo-verdiano passou por vários clubes em Portugal: Gil Vicente, AD Oliveirense, Canelas 2010, CD Cinfães, Esperança de Lagos e agora Paredes.

Iván Cruz, internacional cabo-verdiano.
Iván Cruz, internacional cabo-verdiano. © AFP - KHALED DESOUKI

De referir que o Paredes é um clube da Região do Porto que actualmente está no 3° lugar na Série C no Campeonato de Portugal, terceira divisão do futebol português.

Ainda neste sábado 21 de Novembro, a equipa do Fabril Barreiro, do terceiro escalão português, recebe o Futebol Clube do Porto, da primeira divisão. De notar que o avançado cabo-verdiano Ivan Reis actua no Fabril Barreiro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.