Acesso ao principal conteúdo
França/sociedade

França repatria menores de acampamentos de nordeste da Síria

Jihadistas detidos num acampamento do nordeste da Síria depois da derrota do grupo Estado Islâmico.Observadores afirmam que eles estão confrontados com uma morte lenta devido às condições.
Jihadistas detidos num acampamento do nordeste da Síria depois da derrota do grupo Estado Islâmico.Observadores afirmam que eles estão confrontados com uma morte lenta devido às condições. © Le Monde
Texto por: RFI
4 min

A França anunciou  na quarta-feira que repatriou sete crianças, filhos de jihadistas,do nordeste da Síria. Segundo as autoridades,o regresso dos menores integra-se no âmbito do repatriamento, que a França está a levar a cabo, desde a derrota do grupo autodenominado Estado Islâmico e a queda do chamado califado.   

Publicidade

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês, os menores, na faixa etária entre dois e onze anos, que estavam numa situação de vulnerabilidade, foram  acolhidos pelas autoridades judiciais e em seguida  entregues aos serviços sociais.

As sete crianças encontravam-se respectivamente nos acampamentos de Roj e de Al-Hol, controlados  pelas forças curdas, onde  milhares de familiares de  combatentes jihadistas, assim como simpatizantes estavam detidos, após a derrota, em 2019,do grupo Estado Islâmico, na Síria.

Até à data, a França repatriou 35 crianças, muitas delas órfãs.  

Devido às condições precárias prevalentes nos citados acampamentos do nordeste da Síria, o governo francês  tem sido criticado pela lentidão do repatriamento.

 Várias  organizações de direitos  humanos têm pressionado os  governos  europeus, para que estes efectuem o repatriamento das crianças desses acampamentos lotados.

Dos sete menores repatriadas, três são da mesma família  e  órfãos. Os quatro restantes,  regressaram à França com o consentimento das mães, devido  ao seu estado de saúde, muito delicado.

As  famílias dos  jihadistas franceses, que tinham partido para a Síria, continuam a reclamar  o regresso  de cerca  de 150 adultos e 200 crianças, franceses, detidos na Síria e no Iraque,depois da queda  do  grupo Estado Islâmico.

O repatriamento das sete crianças foi efectuado por uma delegação francesa, coordenada por Eric Chevalier, director do Centro de Crise e Apoio, do Ministério dos Negócios  Estrangeiros  da França.

No  início do mês  de Dezembro passado, o Comité  da ONU para os Direitos da Criança,  avaliou  em mais de duzentas, as crianças francesas detidas nos acampamentos do nordeste da Síria.

Repatriamento de menores rumo à Síria

  

 

             

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.