Desporto

Stéphane Peterhansel e Kevin Benavides venceram o Rali Dakar 2021

O francês Stéphane Peterhansel (Mini) venceu pela 14ª vez o Rali Dakar.
O francês Stéphane Peterhansel (Mini) venceu pela 14ª vez o Rali Dakar. © AFP - FRANCK FIFE
Texto por: Marco Martins
4 min

O francês Stéphane Peterhansel (Mini) nos automóveis e o argentino Kevin Benavides (Honda) nas motas venceram a 43ª edição do Rali Dakar que decorreu na Arábia Saudita.

Publicidade

A décima segunda e última etapa do Dakar 2021 decorreu nesta sexta-feira 15 de Janeiro entre Yanbu e Jeddah numa distância de 447 quilómetros.

Nos automóveis, o espanhol Carlos Sainz (Mini) venceu a etapa com 2 minutos e 13 segundos de vantagem em relação ao qatari Nasser al-Attiyah (Toyota). No terceiro lugar ficou o francês Stéphane Peterhansel (Mini) a 2 minutos e 53 segundos do vencedor.

De referir que o melhor piloto lusófono na etapa foi o navegador português Filipe Palmeiro (Toyota), que participou na prova com o piloto lituano Benediktas Vanagas, que acabou no 20° lugar a 24 minutos e 21 segundos do vencedor.

Na classificação geral, Stéphane Peterhansel venceu a prova com 13 minutos e 51 segundos de vantagem em relação a Nasser al-Attiyah. No terceiro lugar ficou o espanhol Carlos Sainz (Mini) a 1 hora e 57 segundos.

O francês Stéphane Peterhansel venceu pela 14ª vez o Rali Dakar, a oitava na vertente dos automóveis, isto após seis nas motas.

O melhor piloto lusófono na geral foi o navegador português Filipe Palmeiro (Toyota), que participou na prova com o piloto lituano Benediktas Vanagas, que terminou no 12° lugar a 5 horas 21 minutos e 05 segundos do vencedor.

O argentino Kevin Benavides (Honda) venceu pela primeira vez o Rali Dakar.
O argentino Kevin Benavides (Honda) venceu pela primeira vez o Rali Dakar. © FRANCK FIFE AFP

Na vertente das motas, o norte-americano Ricky Brabec (Honda) venceu a décima segunda e última etapa. O argentino Kevin Benavides (Honda) acabou no segundo lugar a 2 minutos e 17 segundos do vencedor, enquanto o austríaco Matthias Walkner (KTM) terminou na terceira posição a 4 minutos e 13 segundos.

O melhor piloto lusófono na etapa foi o português Joaquim Rodrigues (Hero) que acabou no 8° lugar a 12 minutos e 18 segundos do vencedor da etapa.

Na classificação geral, o argentino Kevin Benavides (Honda) venceu a prova. O norte-americano Ricky Brabec (Honda) ficou no segundo lugar a 4 minutos e 56 segundos do vencedor, enquanto o britânico Sam Sunderland (KTM) terminou na terceira posição a 15 minutos e 57 segundos.

O argentino Kevin Benavides venceu pela primeira vez o Rali Dakar, sendo que a prova foi arrecadada pela primeira vez por um piloto sul-americano.

O melhor piloto lusófono na geral foi o português Joaquim Rodrigues (Hero) que acabou no 11° lugar a 3 horas 04 minutos e 24 segundos do vencedor.

O Rali Dakar arrancou a 2 de Janeiro, em Jeddah, na Arábia Saudita e terminou nesta sexta-feira 15 de Janeiro.

De notar que a prova ficou marcada pela morte de Pierre Cherpin, o piloto francês que sofreu uma queda durante a 7ª etapa. Foi operado de urgência e a sua condição manteve-se estável por uns dias, mas acabou por falecer.

Rali Dakar. Imagem de Ilustração.
Rali Dakar. Imagem de Ilustração. © FRANCK FIFE AFP/Archivos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI