#EUA/Joe Biden

EUA: Tomada de posse presidencial inédita

Washington DC, 20 de Janeiro de 2021.
Washington DC, 20 de Janeiro de 2021. © Hariana Veras/RFI
Texto por: Hariana Verás
6 min

Joe Biden toma posse esta quarta-feira nos Estados Unidos, numa cerimónia quase sem público face aos receios de ataques de opositores e perante a pandemia que já matou mais de 400.000 mil pessoas no país.

Publicidade

Esta quarta-feira, os olhos do mundo estão postos em Washington DC onde, sob fortes medidas de segurança, decorre a cerimónia de investidura do quadragésimo sexto presidente dos Estados Unidos da América. Joe Biden toma posse hoje e o país celebra a democracia mesmo quando tudo parecia impossível.

A cerimónia obedece à tradição de muitos anos, embora seja diferente de qualquer outra na história dos Estados Unidos. Duzentas mil bandeiras foram colocadas no National Mall em representação do povo americano que não pode comparecer à tomada de posse devido a ameaças de possíveis ataques internos e perante uma pandemia que já matou mais de 400.000 mil pessoas no país.

Ainda assim, ex-presidentes, congressistas, vários músicos, o corpo diplomático acreditado em Washington DC e uma pequena audiência socialmente distanciada fazem parte da lista de convidados. O grande ausente é Donald Trump, o Presidente cessante.

Joe Biden vai assumir um país em crise e no seu discurso inaugural espera-se que enfatize a unidade nacional, uma mensagem que há muito tem sido o seu foco e que ganhou um maior destaque depois da invasão ao Capitólio.

Donald Trump rompe a tradição de mais de 150 anos ao não comparecer à tomada de posse de Joe Biden. No seu discurso de despedida, Trump começou com palavras que pareciam conciliadoras e terminou com o anúncio de um novo movimento que, segundo ele, "está somente a começar".

Correspondência de Hariana Verás, 20/1/2021 Antes da tomada de posse

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI