Papa Francisco

Papa exorta jornalistas a investigarem no terreno

Papa Francisco
Papa Francisco REUTERS/Yara Nardi
Texto por: RFI
2 min

O papa Francisco exortou este sábado os jornalistas a deixarem de estar atrás do computador e a irem para o terreno, propondo ainda o controlo das notícias falsas que circulam na internet, especialmente neste período de pandemia da Covid-19.

Publicidade

O sumo pontífice pediu aos jornalistas para irem atrás das verdadeiras histórias e para terem um especial cuidado com as falsas notícias que circulam na internet, numa altura em que o mundo vive a braços com a pandemia da Covid-19.

«A crise do sector editorial pode levar a informações construídas nas redacções, em frente ao computador, nos terminais das agências, nas redes sociais, sem nunca sair para a rua, sem gastar as solas dos sapatos, sem encontrar pessoas em busca de histórias»,sublinhou o papa num texto difundo pelo vaticano.

 

«A investigação e a reportagem dão lugar à informação pré-fabricada», salientou o papa numa mensagem destinada ao dia Mundial das Comunicações, que se assinala no próximo dia 16 de Maio.

O papa Francisco lembrou que o jornalismo exige «a capacidade de ir onde mais ninguém vai», prestando homenagem à coragem dos profissionais que correm grandes riscos para contar as histórias das minorias prosseguida, as injustiças contra os pobres e as guerras esquecidas.

Se a internet permite «partilhar testemunhos das coisas vistas» elogia o papa, «todos têm consciência do perigo que representam as notícias falsas, e a manipulação de imagens pelas mais variadíssimas razões», alertou.

O Papa argentino tem exortado o clero a sair do conforto e a ir para o campo referiu que o desafio da igreja também é «ir onde mais ninguém vai».

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI