Estados Unidos

Estados Unidos: Nova etapa no processo de destituição de Donald Trump

O processo de destituição de Donald Trump está em andamento.
O processo de destituição de Donald Trump está em andamento. © REUTERS - POOL
Texto por: Marco Martins
6 min

O processo de destituição de Donald Trump está em andamento, o julgamento será a 9 de Fevereiro, no entanto é uma nova etapa naquele que é um histórico segundo processo contra o agora antigo Presidente dos Estados Unidos.

Publicidade

Joe Biden, novo Presidente dos Estados Unidos, poderá assistir a um momento raro na Democracia, a destituição de um antigo presidente, neste caso o seu antecessor, Donald Trump.

Na segunda-feira, os representantes da câmara baixa do Congresso dos Estados Unidos apresentaram a acusação contra o antigo Presidente, Donald Trump, e já nesta terça-feira os senadores norte-americanos vão prestar juramento para serem juízes no julgamento do ex-Presidente.

Nove procuradores democratas, provenientes da Câmara dos Representantes e liderados por Jamie Raskin, ele que leu ontem o acto de acusação contra Donald Trump, vão participar no processo.

Donald Trump é acusado de incitação à insurreição, isto após um discurso que foi proferido antes da invasão do Capitólio que fez cinco mortos, mas também por ter ligado ao secretário de Estado da Geórgia para «encontrar votos a favor», isto após a certificação dos resultados que davam a vitória a Joe Biden.

Concretamente o processo vai apenas começar a 9 de Fevereiro devido a uma negociação entre as partes para permitir a Donald Trump preparar a sua defesa. Esse processo vai decorrer sob alta segurança visto que várias pessoas eleitas foram ameaçadas de morte e que o FBI advertiu que manifestações pró-Trump poderão ocorrer nas próximas semanas.

A segurança continuará reforçada em Washington até meados de Março para tentar conter qualquer manifestação.

O Processo de Destituição

A Câmara dos Representantes, a 13 de Janeiro, por 232 votos a favor, incluindo dez republicanos, e 197 contra, aprovou o processo de destituição de Donald Trump.

Após esta primeira fase, segue-se o processo no Senado, algo que será inédito visto que nenhum Presidente dos Estados Unidos teve dois processos de destituição durante o seu mandato.

Para que a destituição seja uma realidade, é necessário um mínimo de 67 votos no Senado, ou dois terços, um número complicado a atingir visto que democratas e republicanos têm 50 lugares cada.

A destituição não tem por objectivo retirar o mandato de Donald Trump, que já não é o actual Presidente dos Estados Unidos, mas terá como consequência uma «inabilitação política», o que significa que Donald Trump não se poderá apresentar como candidato nas próximas eleições norte-americanas.

Crónica de Marco Martins 26-01-2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI