Ucrânia/França/relações internacionais

Presidente ucraniano em visita à Paris apela a cimeira com Rússia

  O  Presidente Emmanuel Macron e o seu homólogo ucraniano Volodymyr Zelensky, durante o seu  encontro no dia 16 de Abril   de 2021,em Paris.
O Presidente Emmanuel Macron e o seu homólogo ucraniano Volodymyr Zelensky, durante o seu encontro no dia 16 de Abril de 2021,em Paris. REUTERS - POOL

Em  visita à  Paris onde   foi recebido pelo seu homólogo francês, Emmanuel  Macron, o Presidente  da Ucrânia Volodymyr  Zelensky , reuinu-se em seguida por videoconferência  com  o seu anfitrião e com a chanceler da Alemanha, para abordar a questão da guerra no leste ucraniano.

Publicidade

Volodymyr  Zelensky, cujo  país tem relações tensas com a vizinha Rússia, propôs uma cimeira  com Vladimir Putin, na  qual para além dele, participariam também o Presidente Emmanuel Macron e a  chanceler  alemã Angela Merkel.

De acordo com Zelensky, o objectivo da cimeira  com Vladimir Putin é abordar a questão da segurança no leste da Ucrânia, assim como a desocupação dos territórios ucranianos.

 O chefe de Estado ucraniano afirmou que ele espera restabelecer, na  próxima semana,o cessar-fogo no leste da Ucrânia  afectado por uma guerra civil,na qual o exército ucraniano enfrenta desde 2014 separatistas favoráveis  à Rússia. 

Segundo Volodymyr Zelensky, o cessar-fogo poderá ser restabelecido após uma reunião dos conselheiros dos líderes russo, francês e alemão, previsto para o dia 19 de Abril.

 Zelensky realçou o agravamento da situação no leste da Ucrânia, onde, segundo ele,  30 militares  ucranianos  foram mortos  recentemente, vítimas de snipers( franco-atiradores).

 De  acordo com observadores, os confrontos na citada região durante os últimos meses, assim como  o aumento de  tropas russas ao longo das fronteiras sententrional e oriental da Ucrânia, resultaram na escalada da tensão entre Kiev e Moscovo.

Em Dezembro de 2019,  o Presidente Zelensky e o seu homólogo russo, Vladimir Putin reuniram-se  em Paris , numa cimeira organizada por Emmanuel Macron, com a  participação de Angela Merkel, também com o objectivo de reduzir a tensão entre a Rússia e a Ucrânia.

 

A  França e a Alemanha tem assegurado a mediação entre Kiev e Moscovo, desde 2015,  na sequência  do Protocolo de Minsk, assinado em 5 de Setembro de 2014, que visava pôr um termo a guerra, na região ucraniana  do Donbass.     

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI