#Estados Unidos

EUA: Provas no julgamento da morte de George Floyd são "esmagadoras"

O Presidente dos EUA, Joe Biden, disse nesta terça-feira  que as provas no julgamento da morte de George Floyd são "esmagadoras", enquanto o júri delibera sobre a responsabilidade de Dereck Chauvin na morte do afro-americano, em maio do ano passado.
O Presidente dos EUA, Joe Biden, disse nesta terça-feira  que as provas no julgamento da morte de George Floyd são "esmagadoras", enquanto o júri delibera sobre a responsabilidade de Dereck Chauvin na morte do afro-americano, em maio do ano passado. REUTERS - TOM BRENNER

O Presidente dos EUA, Joe Biden, disse nesta terça-feira que as provas no julgamento da morte de George Floyd são "esmagadoras", enquanto o júri delibera sobre a responsabilidade de Dereck Chauvin na morte do afro-americano, em Maio do ano passado.

Publicidade

O Presidente Joe Biden disse nesta terça-feira, 20 de Abril, que as provas no julgamento da morte de George Floyd são "esmagadoras", enquanto o júri delibera sobre a responsabilidade de Dereck Chauvin na morte do afro-americano, em maio do ano passado.

A defesa continua a argumentar que o ex-polícia acusado de matar George Floyd não usou força desproporcional, já a acusação reitera que Derek Chauvin não demonstrou qualquer compaixão.

Ontem, foram ouvidas as alegações finais do julgamento, em Minneapolis, e a decisão sobre o ex-polícia acusado de matar George Floyd deve ser conhecida em breve. 

O ex-polícia Derek Chauvin só pode ser considerado culpado se houver unanimidade entre o júri. Caso contrário, o juiz pode pedir mais tempo de deliberação para que se chegue a um entendimento ou anular o julgamento. Fora do tribunal são centenas os que pedem a condenação de Derek Chauvin.

As autoridades norte-americanas estão a preparar-se para vários dias de eventuais manifestações por todo o país após ser anunciada a sentença do ex- polícia julgado pelo homicídio de George Floyd, em Maio de 2020. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI