Irlanda do Norte

Irlanda do Norte assinala 100 anos de existência

Barricadas em Belfast a 19 de Abril de 2021
Barricadas em Belfast a 19 de Abril de 2021 © Paul Faith AFP/Arquivos

A Irlanda do Norte assinala hoje 100 anos como território britânico, numa altura em que a primeira-ministra, Arlene Foster, deve efectivar a sua demissão no final do mês. E e em que a violência voltou a marcar presença, em plena contestação dos controlos alfandegarios que é suposto existirem com a Grã-Bretanha após o Brexit.

Publicidade

A incerteza domina o território após a primeira-ministra unionista, Arlene Foster, amplamente criticada mesmo no seio da sua força política, ter-se visto obrigada na semana passada a apresentar a sua demissão.

Em causa a gestão do impacto da saída do Reino Unido da União Europeia.

Para evitar o regresso a uma fronteira com a República da Irlanda o acordo com Londres previa controlos nas trocas com a Grã-Bretanha, facto que tem estado a ser muito contestado pelos unionistas.

A Irlanda chegou à independência, relativamente a Londres, a 3 de Maio de 1921, mas a Irlanda do Norte, manteve o vínculo com a monarquia britânica.

A Irlanda, católica e republicana, demarca-se do protestantismo e da lealdade à rainha de Inglaterra da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte.

No entanto esta província britânica conta, também, com fortes movimentos republicanos e católicos.

O Acordo de Sexta-feira Santa de 1998 veio por cobro a três décadas de violência, esta, porém, veio de novo à tona recentemente com o impacto para o território do Brexit.

Os unionistas contestam a suposta fronteira criada com a Grã-Bretanha.

António Soares é o director do think tank Center for crossborder studies na Irlanda do Norte, ele denuncia a incerteza que reina neste momento no território devido precisamente às "consequências da saída do Reino Unido da União Europeia."

E isto "em termos das relações da Irlanda do Norte com o resto do Reino Unido, Escócia, Inglaterra e País de Gales , e a relação da Irlanda do Norte com a República da Irlanda e o resto da União Europeia."

"Há uma grande parte da população aqui, na Irlanda do Norte, que, normalmente, sente-se afiliada ao Reino Unido, tem uma identidade britânica, sente-se, neste momento, sob ameaça à sua identidade como britânicos, uma ameaça da sua relação com o resto do Reino Unido", explica ele.

Professor António Soares, momento actual da Irlanda do Norte, 3/5/2021

"Neste momento a possibilidade da Irlanda do Norte se juntar ao resto da Irlanda é agora um destino que há cinco anos pareceria muito incerto, mas que agora parece mais concreto, mais perto de se realizar", explica António Soares quanto à forma como círculos unionistas observam o momento actual, não obstante por ora Dublin não ter vindo a advogar uma reunificação da ilha.

Professor António Soares, descontentamento dos unionistas na Irlanda do Norte, 3/5/2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI