Jamaica/Cultura

Há 40 anos morria Bob Marley que colocou reggae no mapa global

Bob Marley, durante um  concerto  em Gröna Lund, em  Estocolmo, na Suécia.
Bob Marley, durante um concerto em Gröna Lund, em Estocolmo, na Suécia. Hulton Archive/Getty Images

Quarenta anos depois da sua morte, a herança musical, espiritual e filosófica ,assim como a sua visão de uma  sociedade mais humana e justa, permanece um das marcos vivos da história de Bob Marley.

Publicidade

No  dia 11 de Maio  de 1981 falecia  numa clínica de Miami (Flórida), nos Estados Unidos, com  36  anos  de idade, Bob  Marley.

Mais do que o músico e compositor que colocou a reggae music no mapa global, Bob Marley foi a figura que fez com que o género musical, emergido na Jamaica, se tornasse posteriormente um património mundial.

 Adepto do rastafarianismo, Marley foi a primeira grande vedeta oriunda de um país, dito do Terceiro Mundo, a  singrar  à  escala mundial, embora o seu reconhecimento nos Estados Unidos e em particular, no seio da  comunidade africano-americana, tenha chegado somente depois da sua morte.

Segundo o norte-americano Roger Steffens, arquivista  de referência do músico,cantor, autor  e compositor jamaicano, “ a maior decepção da vida de Bob Marley, foi nunca ter conseguido captar o interesse dos africano-americanos”.  

Interrogado pelo Sunday Times, antes do quadragésimo aniversário da morte do artista jamaicano, o rapper  e  produtor norte-americano Jay-Z, declarou nomeadamente que um dos seus desejos é um dia fazer parte do panteão dos grandes da música popular como Bob Marley.

Panafricanista, preocupado com o progresso e a dignidade da África bem como dos povos da diáspora africana, Bob Marley era também um universalista convicto que levou aos quatros cantos do globo uma mensagem fraterna, humanista e de unidade, baseada no seu conceito espiritual e filosófico de  “oneness” (união) .

Ícone na sua Jamaica natal e no mundo inteiro, Bob Marley  fez do reggae o primeiro género musical moderno, que não era proveniente da Inglaterra, nem dos Estados Unidos, epicentros da música pop, durante a existência de Marley.  

Robert Nesta Marley,  conhecido pelo nome  de Bob Marley,  nasceu a 6 de Fevereiro de 1945, em Nine Mile, uma pequena localidade do distrito de Saint Ann Parish, na  então  British Jamaica (Jamaica Britânica), e iniciou a sua carreira musical em 1963, após ter formado com Peter Tosh e Bunny Wailer, “Bob Marley  and The Wailers”.

Este quadragésimo aniversário da morte  de Marley, é assinalado pela primeira vez com a não existência dos três membros fundadores do lendário grupo, The Wailers, porque Bunny Wailer  (Neville O’Riley Livingston) faleceu  em Kingston a 2 de Março de 2021.

O  primeiro album do grupo, intitulado “The Wailing Wailers” foi  publicado em 1965  e  continha o  single  “One Love/People Get Ready”, que em seguida  tornar-se-á uma das canções icônicas de Bob Marley.

“Catch a Fire” e “Burnin” publicados no ano de 1973, são os dois álbuns que abriram aos Wailers o caminho do sucesso internacional e levaram o mundo a descobrir Bob Marley.

“Legend” publicado postumamente e um sucesso artístico e comercial  (75 milhões de cópias vendidas), figura entre as  melhores vendas nos Estados Unidos desde há 13 anos.

Na discografia  de Bob Marley  destacam-se também os álbuns  “Rastman Vibration”(1976)  no  qual está incluída  a popular   “Get up! Stand Up !”, “Exodus”(1977), “Survival”(1979)  e  “Uprising” (1980).

“Survival”, uma obra densa no plano musical  e com uma conteudística eminentemente  política  permanece a herança forte do seu panafricanismo e do seu apoio a luta anti-apartheid,através de composições como  “Wake up and Live”, “Zimbabwe”,consagrado a luta pela independência do Zimbawe,e “Africa Unite”.

Ouça  aqui  "Survival"  por Bob Marley  and  the Wailers    

"Survival" (1979) Bob Marley and The Wailers

A  sua última produção de estúdio é  “Uprising”, um álbum em que transparece uma forte religiosidade e  no qual estão incluídas composições como “ Coming from  the Cold”  e “Redemption Song “ .

 Dias antes da sua morte,a 11 de Maio de 1981, Bob Marley, teria dito ao seu fillho  Ziggy: “o dinheiro não compra a vida”.

Segundo Judy Mowatt, uma das I-Threes, trio feminino de coristas que acompanhou Bob Marley durante toda sua carreira, o músico e compositor jamaicano  é  como  “uma luz que cintila duas vezes mais forte  e dura duas vezes muito menos tempo”.

O  último concerto de Bob Marley teve lugar no então Stanley Theater, actualmente  The Benedum Center For The Performing Arts, em Pittsburgh, na Pensilvânia (Estados Unidos), no dia 23 de Setembro de 1980.

Robert Nesta  Marley, morreu devido à um melanoma, cancro da pele, que atingiu na fase final o seu cérébro.

A comédia musical “ Get Up ! Stand up!“ consagrada à Bob Marley deverá chegar aos palcos de Londres no mês de Outubro  de 2021 e um  filme sobre a vida de Marley, está  em preparação pelo estúdio hollywoodiano da Paramount.

O filme será co-produzido pela viúva de Bob Marley, Rita Marley e a sua filha Cedella Marley.  

Ouça  aqui "Time  will  tell" por Bob Marley and The Wailers

"Time will tell" Bob Marley and The Wailers

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI