Rússia/Relações Internacionais

Presidente bielorusso em visita a homólogo russo confronta isolamento

Os presidentes Loukachenko e Putin durante um encontro no mês  de Abril de 2021. Alexandre Loukachenko que está confrontado com um isolamento na cena internacional,visita o seu homólogo russo em Sochi  no dia 28 de Maio  de 2021 em busca de apoio.
Os presidentes Loukachenko e Putin durante um encontro no mês de Abril de 2021. Alexandre Loukachenko que está confrontado com um isolamento na cena internacional,visita o seu homólogo russo em Sochi no dia 28 de Maio de 2021 em busca de apoio. AP - Mikhail Klimentyev

O presidente da Bielorrússia Alexandre Loukachenko avista-se com o seu homólogo russo Vladimir Putin. O encontro entre os dois chefes de Estado, decorre depois da  aterragem forçada em Minsk de um avião da companhia irlandesa Ryanair, no qual viajava o opositor bielorrusso, Roman Protassevich, acusado pelas autoridades locais de encorajar a desestabilização do seu país.

Publicidade

O encontro entre Vladimir Putin e Alexandre Loukachenko, em Sochi,decorre numa altura em que várias companhias aéreas da Europa ocidental decidiram suspender os voos com destino à Rússia para evitar o espaço bielorrusso, sob embargo da União Europeia, após a aterragem forçada em Minsk de um avião da Ryanair, no qual viajava o opositor bielorrusso, Roman Protassevich.

A organização Internacional da Aviação Civil (ICAO,sigla em inglês) com sede em Montreal, no Canadá, efectua um inquérito sobre as causas da aterragem forçada do avião da Ryanair.

Segundo os analistas, a  reunião entre os Presidentes Putin e Loukachenko  é uma forma da Rússia expressar a seu apoio à  Bielorrússia, num momento em que o executivo de Minsk está confrontado com um isolamento na cena internacional.

De acordo com as autoridades de Moscovo, o bloqueio aéreo aplicado pela União Europeia à Bielorrússia é irresponsável e politicamente motivado.

Segundo a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, a União Europeia deve preocupar-se com ameaças reais e não imaginárias.

Desde Agosto de 2020, data em que imensos protestos ocorreram na Bielorrússia para contestar a reeleição de Alexandre Loukachenko, que Vladimir Putin  e  o seu homólogo bielorrusso têm tido encontros regulares.

Os encontros entre os dois chefes de Estado, decorrem à porta fechada e não são divulgados aos media.

A presidente da União Europeia,  Ursula von der Leyen, criticou numa carta o autoritarismo de Alexandre Loukachenko e propôs uma ajuda financeira de três mil milhões de euros à oposição bielorrussa, em apoio à democracia segundo ela, no caso de o actual número um de Minsk abandonar o poder.  

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI