Futebol

Anthony Carter: «Itália, Portugal e França são os favoritos do Euro 2020»

Anthony Carter, avançado australiano.
Anthony Carter, avançado australiano. © Cortesia Anthony Carter

24 equipas vão-se defrontar no Campeonato da Europa 2020 para arrecadar o troféu e suceder a Portugal que venceu em 2016. Nesta sexta-feira a abertura do torneio opõe a Itália e a Turquia.

Publicidade

A capital italiana, Roma, recebe nesta sexta-feira 11 de Junho o jogo inaugural do Euro 2020 entre a equipa da casa, a Itália, e a selecção turca.

Itália, 10ª participação, 1 título

A ‘Squadra Azzurra’ venceu o Campeonato da Europa em 1968, um torneio que decorreu em território italiano. Desde então a selecção transalpina nunca mais conseguiu conquistar o título continental.

Em 2016, em França, a Itália foi eliminada nos quartos-de-final pela Alemanha por 6-5 na marcação das grandes penalidades, isto após o empate a uma bola no fim do tempo regulamentar e do prolongamento.

No entanto, a equipa italiana está a renascer das cinzas visto que não conseguiu apurar-se para o Mundial de 2018 na Rússia. 

Nesta sexta-feira a Itália vai tentar entrar com o pé direito na prova. Recorde-se que na fase de apuramento para o Euro 2020, os italianos terminaram no primeiro lugar no Grupo J com 30 pontos, 10 triunfos em 10 jogos.

Turquia tenta surpreender

A selecção turca, que conta com três jogadores a evoluir no Lille em França - Zeki Celik, Yusuf Yazici e Burak Yilmaz -, não conseguiu sair da fase de grupos em 2016 e vai tentar fazer melhor do que em 2008, uma meia-final no torneio que decorreu na Áustria e na Suíça.

O defesa Zeki Celik, o médio Yusuf Yazici e o avançado Burak Yilmaz são a coluna vertebral desta selecção, eles que venceram o campeonato francês com o Lille, derrotando o favorito, o Paris Saint-Germain.

A Turquia vai tentar surpreender o favoritismo da Selecção italiana neste encontro de abertura. Recorde-se que os turcos terminaram no segundo lugar no Grupo H na fase apuramento para o Euro2020 com 23 pontos, apenas atrás da França com 25.

Anthony Carter, avançado australiano com origens italianas, de 26 anos, que actua no Académico de Viseu, acredita que a Itália é um favorito para o título europeu bem como Portugal e a França.

Anthony Carter, que jogou no CFR Club na Roménia, bem como no Trofense, no Benfica, no Académico de Viseu em Portugal, admitiu que tem dois grandes sonhos por realizar na carreira: jogar na Liga dos Campeões europeus e representar a Selecção Nacional Australiana.

RFI: A Itália está no Grupo A, com Turquia, Suíça e País de Gales, o que podem fazer os italianos?

Anthony Carter: Eu acho que a Itália pode vencer o Euro. Eles têm uma equipa muito forte com excelentes jovens jogadores e também outros com experiência. Acho que podem pretender ao título.

O que podemos esperar do primeiro jogo entre Itália e Turquia? 

Acho que vai ser um jogo muito complicado, mas a Itália vai vencer.

Quais são os favoritos deste Euro ?

França, Itália e Portugal.

Joga em Portugal, qual é a sua opinião sobre a Selecção Portuguesa?

Acho que Portugal tem uma equipa muito forte, acho que podem fazer um bom torneio e porque não vencer novamente a prova? Portugal tem muitos jogadores que jogam em grandes clubes e que fazem excelentes exibições. 

Quanto a Anthony, o maior sonho é participar num Mundial com a Austrália? 

Eu sempre sonhei em jogar na Liga dos Campeões europeus, mas o meu maior sonho é jogar pela minha selecção, pelo meu nome.

Como tem sido a experiência em Portugal? O que vale o campeonato português?

A minha experiência tem sido muito boa. Para mim o futebol em Portugal é muito bom com muitos jogadores que são bons tecnicamente e também bons tacticamente. Acho que, com a Liga 3 (ndr: terceiro escalão do futebol português), o campeonato vai ser cada vez mais forte. Com esta Liga 3, a primeira divisão e a segunda vão ser cada vez mais fortes, sem dúvida nenhuma. Eu gosto muito quando as grandes equipas de uma liga, como em Portugal, têm equipas ‘B’ para o desenvolvimento dos jovens jogadores que assim podem concretizar maiores sonhos. É por isso que a equipa nacional é cada vez mais forte, porque os jovens jogadores jogam num nível muito alto.

Podemos dizer que fez a sua melhor época com 9 golos nesta época 2020/2021 com o Académico de Viseu ou os 15 com o Trofense em 2016/2017 foram superiores? 

Dois momentos diferentes, mas acho que a última parte da temporada foi a minha melhor, mas acredito que posso fazer ainda melhor. Zé Gomes fez um grande trabalho com a equipa e comigo, que pessoalmente transmitiu-me mais confiança e mais liberdade para jogar. 

Quer continuar a jogar na Europa?

Eu adoro jogar na Europa, mas estou sempre aberto para novas aventuras. Eu apenas quero jogar futebol ao mais alto nível para ter oportunidades para representar a minha selecção nacional.

 

Anthony Carter, futebolista australiano.
Anthony Carter, futebolista australiano. © Cortesia Anthony Carter

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI