Peru

Peru aguarda resultado oficial das eleições presidenciais

Keiko Fujimori e Pedro Castillo, os dois candidatos às eleições presidenciais no Peru.
Keiko Fujimori e Pedro Castillo, os dois candidatos às eleições presidenciais no Peru. REUTERS - SEBASTIAN CASTANEDA

No Peru, enquanto se aguarda pelo resultado oficial das eleições presidenciais, o candidato da esquerda radical, Pedro Castilo, reclama-se vencedor do escrutínio e a rival de direita, Keiko Fujimori, que corre o risco de voltar à prisão, denuncia fraude eleitoral. 

Publicidade

Os resultados oficiais da segunda volta das eleições presidenciais no Peru ainda não são conhecidos, mas o candidato da esquerda radical, Pedro Castilo, já se veio reclamar vencedor do escrutínio.

Com 90% por cento dos votos contados, o candidato da esquerda radical, Pedro Castilo, contabiliza 50,2% dos votos, enquanto a sua rival de direita, Keiko Fujimori, reune 49,8%.

Keiko Fujimori, do partido Fuerza Popular, acusa o partido de Pedro Castillo de fraude eleitoral e pediu à justiça para investigar 500 mil votos. Na quarta-feira, os membros da Comissão Eleitoral começaram o lento processo de recontagem dos votos, a última esperança para Fujimori de reverter a vantagem do candidato da esquerda radical e evitar o regresso à prisão.

A derrota priva Keiko Fujimori da imunidade presidencial, numa altura em que novas ameaças de prisão pairam sobre a candidata de direita. No início de Março, o Ministério Público pediu trinta anos de prisão para Fujimori, no caso da investigação do escândalo da Odebrecht, que admitiu ter subornado vários líderes da América Latina. Dois ex-presidentes peruanos, implicados no escândalo, Alejandro Toledo e Alan Garcia, suicidaram-se em Abril de 2019. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI