Futebol/Euro 2020

Fernando Santos e Cristiano Ronaldo não subestimam Hungria em jogo inaugural no Euro2020

Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Portuguesa.
Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Portuguesa. © TT NEWS AGENCY/AFP

Portugal defronta, nesta terça-feira, 15 de Junho, a Hungria no jogo inaugural do Grupo F em Budapeste, em território húngaro. Os portugueses defendem o título conquistado em 2016 em França.

Publicidade

Portugal vai defender o título de Campeão Europeu alcançado em 2016, em França, e a tarefa não será fácil visto que apenas uma selecção conseguiu esse feito: a Espanha em 2008 e 2012. O que significa que desde o início do Euro, em 1960, mais nenhuma selecção conseguiu revalidar um título.

De notar que a Alemanha e a Espanha lideram o historial com três troféus conquistados.

Portugal começa a sua caminhada para o Euro 2020 nesta terça-feira 15 de Junho frente à Selecção húngara, em Budapeste na Hungria.

No historial entre as duas selecções, os portugueses nunca perderam, contando com 9 triunfos e 4 derrotas.No entanto, será apenas a segunda vez que se vão defrontar numa fase final de um Europeu, a primeira foi em 2016 na fase de grupos e o resultado final foi um empate a três bolas.

De referir que desde 2016 as duas equipas já se defrontaram duas vezes na fase de apuramento para o Mundial de 2018 que decorreu na Rússia. Em Portugal, a Selecção das Quinas venceu por 3-0, enquanto em território húngaro, os portugueses apenas venceram pela margem mínima, 0-1.

Em conferência de imprensa, Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Portuguesa, admitiu que quer entrar com o pé direito na competição, ele que bateu mais um recorde, estando presente pela quinta vez na fase final de um Europeu.

Cristiano Ronaldo, avançado da Selecção Portuguesa 15-06-2021

«É um bom recorde, mas o recorde mais bonito era ganhar duas vezes seguidas um Europeu. A equipa tem estado bem, está preparada. Desejo que amanhã a gente entre com o pé direito, que é muito importante neste tipo de competições. Vamos jogar contra uma equipa bem preparada, que terá o apoio do público no seu estádio. É importante ter os adeptos. É o meu quinto Europeu, mas para mim é como se fosse o primeiro. Para mim, o mais importante agora é entrar com o pé direito, ganhar e jogar bem. Pensamentos positivos. Esta não é obviamente a mesma equipa que em 2016, é uma equipa mais jovem, com um potencial enorme. Só a competição dirá se somos melhores ou piores. A nível pessoal, não sou o mesmo jogador que era aos 18 anos, há 10 ou há cinco. Vamo-nos adaptando. A inteligência de um jogador de futebol é adaptar-se ao jogo. O jogo em si está diferente. Os jogadores que têm uma longevidade no futebol são aqueles que se conseguem adaptar. Acho que me adaptei muito bem a todas as épocas que já joguei», concluiu o capitão da Selecção das Quinas.

Em conferência de imprensa, Fernando Santos, seleccionador de Portugal, lembrou as qualidades da equipa húngara.

 

Fernando Santos, seleccionador de Portugal 15-06-2021

 

«Temos de estar ao nosso melhor nível. É uma equipa que vai jogar olhos nos olhos, não vai apostar apenas no contra-ataque. Tenta sair a jogar desde atrás. Um jogo forte da Hungria que temos de responder. Vejo uma selecção que vai ter um grande apoio do público, e que nos vai obrigar a estar ao nosso nível mais elevado. Não basta qualidade para vencer jogos. Espero uma Hungria a entrar muito forte e que vai jogar olhos nos olhos com Portugal, procurando jogar no terreno todo. Eles gostam de jogar a partir de trás, com um meio-campo muito interessante e depois com dois avançados muito fortes», analisou o seleccionador português.

A Selecção Portuguesa defronta nesta terça-feira a Hungria, enquanto no outro encontro do Grupo F, a França defronta a Alemanha em Munique, em território germânico.

A Selecção Portuguesa venceu o Campeonato da Europa em 2016.
A Selecção Portuguesa venceu o Campeonato da Europa em 2016. © AFP - FRANCK FIFE

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI