China/Sociedade

Detenção de cinco responsaveis de jornal pro-democracia de Hong Kong

O chefe de redacção do Apple Daily Ryan Law, na sala de redacção do jornal,em  Hong Kong , no mês de Maio  de 2021. Law foi um dos cinco responsáveis do orgão, detidos  pela polícia  a 17 de Junho  de 2021.
O chefe de redacção do Apple Daily Ryan Law, na sala de redacção do jornal,em Hong Kong , no mês de Maio de 2021. Law foi um dos cinco responsáveis do orgão, detidos pela polícia a 17 de Junho de 2021. ISAAC LAWRENCE AFP/Archivos

A polícia de Hong Kong efectuou na quinta-feira uma operação no jornal pró-democracia Apple Daily, no decurso da qual deteve cinco dirigentes do orgão e apreendeu vários computadores. Há décadas que o jornal e o seu proprietário Jimmy Lai têm contestado a política de Pequim em Hong Kong.  

Publicidade

O Apple Daily  apoiante do  movimento de Hong Kong a favor da democracia, é  o  jornal mais crítico em relação ao governo de Pequim.

Jimmy Lai,proprietário do jornal, acusado pelas autoridades de Pequim de conluio com potências estrangeiras, está detido desde Agosto de 2020.

Na operação realizada ao amanhecer, quinta-feira dia 17 de Junho, na sede do jornal contestário,participaram mais de quinhentos polícias.

A mesma ocorre depois de artigos publicados pelo Apple Daily, no qual o jornal apela a implementação de sanções contra Hong Kong e os dirigentes chineses.

Trata-se da primeira vez que, as  autoridades chinesas recorrem a  lei de segurança nacional para reagir a artigos publicados em orgãos que criticam o poder.

A Polícia  anunciou que os cinco dirigentes do Apple Daily foram detidos por conivência com uma potência estrangeira e elementos externos ,que põem em perigo a segurança nacional.

O capitão de polícia Steve Li, declarou aos jornalistas que os dirigentes do Apple Daily são totalmente responsáveis pela forma do conteúdo do jornal.

John Lee, actual secretário para a Segurança de Hong Kong, não quis dizer quais artigos infringiram a lei de segurança.

Lee afirmou que, não é a liberdade de imprensa que é visada, mas sim os que utilizam o jornalismo como instrumento para pôr em perigo a segurança nacional.

Entre os cinco dirigentes do Apple Daily presos, estão o chefe de redacção Ryan Law e o Director Executivo do Jornal Cheung Kim-hung, que  foram algemados no momento da sua detenção pela polícia.

As autoridades locais apreenderam também activos do jornal de um valor de 18 milhões de dólares de Hong Kong, o equivalente a 2,3 milhões de dólares norte-americanos. Dos activos apreendidos constam nomeadamente 38 computadores, discos  rígidos e blocos de notas.

Numa mensagem aos  seus leitores, o Apple Daily afirmou que a liberdade de imprensa, em Hong Kong, estava ameaçada, mas que continuará a resistir.     

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI