Afeganistão/Relações internacionais

Afeganistão solicita assistência à Estados Unidos perante situação degradada

 A ofensiva dos talibã provocou um  aumento da violência  no Afeganistão e levou o  chefe de Estado e um grupo de parlamentares afegãos a solicitarem no dia 23 de Julho de 2021 a assistência militar dos Estados Unidos.
A ofensiva dos talibã provocou um aumento da violência no Afeganistão e levou o chefe de Estado e um grupo de parlamentares afegãos a solicitarem no dia 23 de Julho de 2021 a assistência militar dos Estados Unidos. AFP

Os deputados afegãos alertaram na sexta-feira para o facto de que a força aérea nacional está desprovida de meios perante a ofensiva dos talibã. Nesse  contexto,os parlamentares do Afeganistão solicitaram  aos Estados Unidos a  finalização da assistência militar antes da retirada total das tropas norte-americanas.     

Publicidade

No decurso de uma conferência virtual com membros do Congresso norte-americano, uma delegação afegã apelou a uma assistência imediata à força aérea do Afeganistão, em matéria de manutenção e de fornecimento de munições. A capacidade de resposta da força aérea afegã diminuiu, frente à ampla ofensiva dos militantes talibã que tencionam reconquistar o poder em Cabul.

O pedido dirigido à administração Biden, ocorre  numa altura em que os Estados Unidos efectuam a retirada dos seus militares do Afeganistão.

Segundo a Casa Branca, o Presidente Joe Biden abordou a questão da assistência militar com o seu homólogo afegão, Ashraf Ghani, durante uma conversa telefónica no dia 23 de Julho.

De acordo com o chefe de Estado norte-americano, no  âmbito do  orçamento para a  defesa de  2022, os Estados Unidos estabeleceram como prioridade uma ajuda militar ao Afeganistão de 3,3 mil milhões de dólares, actualmente  em discussão no congresso.

O  deputado afegão Haji Ajmal Rahmani, fez alusão à degradação da situação político-militar no seu país devido à ofensiva dos talibã. Rahmani, realçou que um terço da frota de 150 aviões de combate está em terra,  por falta de manutenção e de peças.   

O Ministério da Defesa dos Estados Unidos, confirmou no dia 22 de Julho que os norte-americanos recorreram  a sua força aérea, nos últimos dias, para apoiar as tropas afegãs que enfrentam os talibã.

Após duas décadas de envolvimento militar no Afeganistão, os Estados Unidos reconheceram a impossibilidade de maior realização no citado domínio  e concluíram que a sua missão tinha sido cumprida.

Confrontado com a ofensiva  dos  talibã, o governo  afegão  decidiu  no dia  24  de  Julho de 2021, decretar  o  recolher obrigatório, entre as 22h e  as 4h da manhã, em 31  das  34  províncias  do  país, de forma a reduzir o nível  da  violência  e a dificultar a movimentação dos rebeldes .             

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI