Brasil

Ex-deputado próximo de Bolsonaro preso no Brasil por divulgar notícias falsas

Roberto Jefferson, deputado, foi preso por defender nas redes sociais um golpe contra as instituições democráticas
Roberto Jefferson, deputado, foi preso por defender nas redes sociais um golpe contra as instituições democráticas AFP - EVARISTO SA

No Brasil, o Supremo Tribunal Federal toma medidas contra quem divulga notícias falsas. Roberto Jefferson, um ex-deputado próximo da família do presidente Jair Bolsonaro foi preso ontem, também por defender nas redes sociais um golpe contra as instituições democráticas. O clã do presidente denúncia um abuso de poder

Publicidade

Os filhos do presidente, Eduardo e Carlos Bolsonaro, denunciam uma prisão injusta por crime de opinião. O motivo da prisão de Roberto Jefferson são os vídeos que ele publica nas redes sociais. Às vezes aparecendo armado, ele incita a violência contra os juízes do Supremo Tribunal Federal. Chegou também a sugerir aos seus apoiantes de invadir o Senado. 

Enquanto ele esperava a chegada da polícia, mandou um áudio, do mesmo teor: "Foi assim na Venezuela, estamos a ver isso se repetindo no Brasil : conservadores sendo presos por um tribunal corrupto, o Supremo Tribunal Federal que é uma organização criminosa para servir aos interesses dos comunistas", disse ele. 

A ordem de prisão faz parte de um inquérito sobre as milícias digitais. Os juízes apontam Roberto Jefferson como integrante do núcleo político que tenta incentivar actos contra as instituições. 

Esta semana, o Supremo Tribunal Federal abriu mais duas investigações contra Jair Bolsonaro, uma delas por ataques as mesas de voto eletrónicas. Sem provas, o presidente brasileiro continua a alegar fraude eleitoral nas duas últimas eleições presidenciais.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI