Violência/Afeganistão

Afeganistão: talibã perseguem jornalistas

Talibãs patrulham mercado público na região de Cabul, nesta terça-feira (17).
Talibãs patrulham mercado público na região de Cabul, nesta terça-feira (17). AFP - HOSHANG HASHIMI

Os Talibã assumiram o controlo de Cabul, capital do Afeganistão, há 5 dias e têm espalhado o pânico no país.

Publicidade

Os insurgentes têm ameaçado várias pessoas, nomeadamente, jornalistas.

A emissora alemã Deutche Welle avançou que os talibã perseguiram um dos seus jornalistas e enquanto procuravam pelo profissional casa a casa acabaram por matar um familiar e deixar outro gravemente ferido. Segundo o mesmo órgão de comunicação social, outros familiares do repórter conseguiram colocar-se em fuga.

Isto acontece numa altura em que as Nações Unidas também alertaram que os Talibã intensificaram as buscas porta a porta por funcionários que trabalhavam para as forças da NATO ou para o anterior Governo afegão.

Por sua vez, as potências internacionais continuam esforços para retirar os seus cidadãos do Afeganistão a partir do aeroporto de Cabul, cinco dias após os Talibã terem assumido o controlo da capital.

O terceiro avião francês com refugiados afegãos chegou ontem a Paris com 200 pessoas. O Pentágono também anunciou que retirou 2000 mil nas últimas 24 horas.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) vão discutir hoje, por videoconferência, a situação no Afeganistão. A reunião extraordinária foi convocada na segunda-feira por Josep Borrell, chefe da diplomacia europeia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI