França/Afeganistão

França mantém discussões com os talibãs após fim das evacuações no Afeganistão

Emmanuel Macron, Presidente francês.
Emmanuel Macron, Presidente francês. © REUTERS - THAIER AL-SUDANI

Emmanuel Macron, o Presidente francês, declarou neste sábado, 28 de Agosto, em Bagdade que a França permanecerá no Iraque para colaborar na luta contra o terrorismo. O Presidente da França também anunciou que estavam a decorrer "discussões" com os talibãs no intuito de "proteger e repatriar as afegãs e afegãos" que possam estar em perigo após a mudança de regime no Afeganistão.

Publicidade

Emmanuel Macron, o presidente francês, esteve presente no Iraque na Conferência de Cooperação e Associação no Médio Oriente organizada em conjunto com as autoridades iraquianas.

Em conferência de imprensa no fim dessa conferência, Emmanuel Macron admitiu que a França está a conversar com os talibãs:Estamos em conversações com os talibãs sobre a questão das operações humanitárias e da capacidade em proteger e repatriar os afegãos e afegãs que estão em perigo. E há um trabalho que fazemos com o Qatar, entre outras nações, para proceder a essas operações. O Qatar, no quadro das discussões que eles têm com os talibãs, tem a possibilidade, talvez, de alcançar a reabertura da ponte aérea para permitir essas operações, e talvez até a reabertura de linhas aéreas, mas com condicionantes a nível da segurança. Por isso é que sou prudente nestas questões. Mas é certo que pode permitir evacuações de uma forma diferente, e sempre negociadas com os talibãs, porque essas operações seriam enquadradas pelos talibãs”, concluiu.

Emmanuel Macron, Presidente francês 29-08-2021

Recorde-se que a reunião no Iraque tinha como objectivo apaziguar as tensões entre as duas grandes potências da Região, o Irão xiita e a Arábia Saudita sunita. No entanto, a actualidade também levou a ser debatida a situação no Afeganistão.

De notar que a França encerrou as evacuações do Afeganistão na sexta-feira 27 de Agosto, bem como outros países - Espanha, Alemanha, Austrália, Canadá e Itália. Aliás os italianos conseguiram evacuar mais de 5 000 afegãos, sendo o país da União Europeia que retirou o maior número de cidadãos do Afeganistão.

A França conseguiu evacuar 2 834 pessoas: 142 franceses, 17 europeus e mais de 2 600 afegãos desde 17 Agosto.

O Reino Unido também confirmou que as operações de evacuação estão encerradas, tendo retirado 14 500 pessoas, mas o Reino Unido também admitiu que 150 britânicos e cerca de 1 000 afegãos não foram evacuados.

Quanto às operações dos norte-americanos terminam a 31 de Agosto.

Joe Biden avisa para novo ataque

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, admitiu que é provável haver um novo ataque contra o aeroporto de Cabul, neste domingo ou na segunda-feira.

Recorde-se os Estados Unidos realizaram um ataque com drones contra um alvo do Estado Islâmico-Khorasan, retaliando assim contra o grupo terrorista que matou quase 200 pessoas num ataque contra o aeroporto de Cabul. Esse ataque fez duas baixas nos principais estrategas do grupo Estado Islâmico-Khorasan, responsáveis pelo ataque ao aeroporto da capital.

De notar ainda que os talibãs bloquearam as estradas que levam ao aeroporto. Apenas a passagem de veículos autorizados é permitida.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI