Lafarge/processo reaberto

Grupo Lafarge indiciado por cumplicidade de crimes contra a humanidade na Síria

Logótipo da empresa Lafarge em Paris. Fotografia de 7 de Abril de 2014.
Logótipo da empresa Lafarge em Paris. Fotografia de 7 de Abril de 2014. AFP PHOTO / FRANCK FIFE

O grupo franco-suíço de cimentos, Lafarge, está de novo indiciado por cumplicidade de crimes contra a humanidade na Síria, uma vez que efectuou um pagamento de 13 milhões de euros ao auto-proclamado Estado Islâmico. O Tribunal de Recurso Francês decidiu reabrir o caso.

Publicidade

O grupo francês, que se fundiu com a empresa suíça Holcim, em 2015, é suspeito de ter pagado, entre 2013 e 2014, 13 milhões de euros a grupos terroristas, entre eles o Estado Islâmico, para manter a actividade de uma das suas fábricas em Jalabiya, no norte da Síria. O pagamento foi feito através da sua subsidiária – Lafarge Cement Syria (LCS).

O tribunal decidiu reabrir o caso e defendeu que a cimenteira é cúmplice, uma vez que o dinheiro foi entregue a organizações terroristas, que perpetram crimes contra a humanidade.

Neste caso, o pagamento sabido de vários milhões de dólares a uma organização de finalidade exclusivamente criminosa é suficiente para caracterizar a cumplicidade, independentemente de o interessado estar a agir com vista ao exercício de uma actividade comercial”, explicou o Tribunal de Recurso Francês, em comunicado.

O advogado da empresa foi contactado pela agência de notícias AFP, no entanto, decidiu não comentar os novos desenvolvimentos do caso.

A cimenteira admite que a sua subsidiária síria pagou a intermediários para negociarem com grupos armados de modo a permitir a movimentação de funcionários e mercadorias durante o período da guerra, no entanto, nega quaisquer responsabilidades pelo dinheiro que chegou às mãos dos terroristas.

Resta apurar se a empresa Lafarge também vendeu cimento ao Daesh, factos que ainda estão a ser investigados.

De salientar que a cimenteira Lafarge tem lutado para que o caso seja arquivado, mas não tem sido bem-sucedida.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI