Rússia/Política

Partido russo no poder poderá vencer legislativas com margem inferior

 Um  homem passa por  um cartaz anunciando o  escrutínio   do dia 19  Setembro de 2021  para as eleições legislativas  russas. O partido Rússia Unida poderia ser o provável vencedor das eleições, embora com uma menor margem de votos.
Um homem passa por um cartaz anunciando o escrutínio do dia 19 Setembro de 2021 para as eleições legislativas russas. O partido Rússia Unida poderia ser o provável vencedor das eleições, embora com uma menor margem de votos. Kirill KUDRYAVTSEV AFP

Após o terceiro e último dia de votação para as eleições legislativas russas, o partido do Presidente Vladimir Putin é apontado como o provável vencedor do escrutínio. Observadores alegam que os principais opositores do actual Executivo russo foram impedidos de participar nas eleições. As legislativas russas ocorrem na sequência da prisão do opositor Alexeï Navalny em Janeiro último e de manifestações anti-governamentais.

Publicidade

A votação para as legislativas, iniciada a 17 de Setembro e encerrada  domingo, com a probabilidade de uma vitória do Rússia Unida, partido do Presidente Vladimir Putin, perante uma oposição enfraquecida e dispersa.

De acordo com a ONG Golos, especializada na observação de eleições, foram registadas mais de 3,600 violações das regras eleitorais antes do início do escrutínio. A citada ONG é qualificada pelas autoridades russas de agente estrangeiro.

A presidente da Comissão Eleitoral, Ella Pamfilova, afirmou que o organismo recebeu 137 relatórios sobre coerção de eleitores, mas refutou as alegações de fraude.

Segundo o instituto de sondagens VTsIOM, um recente inquérito de opinião revelou que menos de 30 por cento dos russos tencionavam votar pelo partido Rússia Unida, ou seja  menos 10% do  que  nas eleições parlamentares de 2016.

Embora permaneça popular, o Presidente Putin regista uma ligeira queda em matéria de apoio dos russos, devido , segundo os analistas, às dificuldades económicas enfrentadas pelo país.

Não obstante, as previsões eleitorais apontam para uma vitória do Rússia Unida com uma maioria de dois terços na  câmara baixa do Duma, parlamento russo.

O opositor e aliado de Alexeï Navalny, Leonid Volkok afirmou que Vladimir Putin celebrou antecipadamente a vitória  do seu partido, depois das firmas digitais terem cedido aos pedidos do Kremlin, para bloquear as sugestões de voto a favor da oposição.             

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI