Alemanha

Alemanha na recta final antes de eleger quem deverá suceder a Angela Merkel

Angela Merkel que governou a Alemanha durante 16 anos, está prestes a deixar o poder.
Angela Merkel que governou a Alemanha durante 16 anos, está prestes a deixar o poder. AP - Franc Zhurda

Realizam-se no próximo domingo, dia 26 de Setembro, eleições parlamentares na Alemanha, eleições essas que ditarão quem será o ou a próxima chefe do governo alemão, sucedendo assim a Angela Merkel que ocupou o cargo de chanceler durante 16 anos.

Publicidade

Olaf Scholz, social-democrata e actual ministro das finanças, é quem lidera as sondagens para a sucessão de Angela Merkel, cujo partido conservador, cristão-democrata, aparece em segundo lugar nas sondagens, tendo como candidato, Armin Laschet. Annalena Baerbock, do partido ecologista os Verdes, aparece em terceiro lugar nas intenções de voto dos alemães.

Quem sucederá à toda-poderosa Merkel? Para Orlando Ferraz, politólogo angolano residente na Alemanha, "as coisas estão a ficar mais ou menos claras, que o partido social-democrata, com Olaf Scholz, será o partido que colocará o chanceler.” Ao fazer um balanço dos 16 anos no poder de Angela Merkel, o politólogo considera que "embora haja quem considere desastroso o desempenho da chanceler ao longo dos últimos 16 anos, de uma forma geral, o seu desempenho foi positivo.”

Os alemães vão às urnas neste domingo, dia 26 de Setembro para eleger cerca de 700 deputados ao Bundestag, o parlamento federal, em Berlim, que por sua vez escolherá o futuro chefe de governo, cuja composição se adivinha complicada, uma vez que, tudo indica, será necessária uma coligação entre três partidos. Significa isso que Angela Merkel poderá ficar no cargo durante mais alguns meses, até que as negociações entre os diferentes partidos estejam concluídas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI