Ciência

Troncos fossilizados com mais de 259 milhões de anos em Moçambique

Áudio 12:34
Troncos de árvore fossilizados com mais de 259 milhões de anos.
Troncos de árvore fossilizados com mais de 259 milhões de anos. © Cortesia Nelson Nhamutole

Uma equipa de investigadores descobriu, em Moçambique, troncos de árvore fossilizados com mais de 259 milhões de anos.

Publicidade

A descoberta foi divulgada na revista 'Journal of African Earth Sciences', isto após cerca de 3 anos de investigação. O artigo publicado foi escrito por três cientistas: o moçambicano Nelson Nhamutole, a sul-africana Marion Bamford e o português Ricardo Araújo.

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano, fez parte dessa equipa de investigadores que fez a descoberta em 2018.

À RFI, Nelson Nhamutole explicou o que representa esta descoberta e como foi possível chegar a este resultado.

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano 13-07-2021

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano.
Nelson Nhamutole, cientista moçambicano. © Cortesia Nelson Nhamutole

Nelson Nhamutole, cientista moçambicano, detém um mestrado realizado numa universidade na África do Sul, instituição onde vai realizar agora o seu doutoramento.

Recorde-se que os fósseis foram recolhidos no âmbito de uma investigação realizada em 2018 junto ao Lago Niassa, na província do Niassa, e estudados em laboratórios em Moçambique e na Africa do Sul.

Os troncos encontrados são de um género que já era conhecido no hemisfério Norte e em certos períodos, mas não no período Pérmico, há mais de 259 milhões de anos. Nessa altura, os dinossauros ainda não existiam.

CIÊNCIA 13-07-2021 MM

E o ponto final neste Magazine Ciência. 

Processo de registo de dados.
Processo de registo de dados. © Cortesia Nelson Nhamutole

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI