Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Dino d'Santiago: "Somos a geração que se une pela igualdade"

Áudio 13:04
Cantor e compositor luso-cabo-verdiano Dino d’Santiago
Cantor e compositor luso-cabo-verdiano Dino d’Santiago © David Piedade
Por: Lígia ANJOS
15 min

Portugal vai criar um Observatório de combate ao racismo e à xenofia. O plano já tinha sido anunciada pelo governo e ficou agora contemplado no Orçamento do Estado para 2021.

Publicidade

Este plano nacional de combate ao racismo e à discriminação racial pretende responder à discussão pública e política sobre se Portugal é ou não racista e até que ponto as estruturas e organismos nacionais são discriminatórios e não inclusivos quanto à origem étnica.

Nos últimos meses acompanhamos várias ondas de indignação contra o racismo no mundo. Dos Estados Unidos ao Reino Unido, da Bélgica a Espanha, de Portugal, a França ou ainda no Brasil, os movimentos anti-racismo levantam-se e saíram à rua.

O cantor e compositor luso-cabo-verdiano Dino D’Santiago acredita que a sua "geração vai ficar na história do século 21 como a geração que se uniu pela igualdade".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.