Convidado

Crises sanitária, económica e social marcam 45 aniversário de Angola

Áudio 09:11
Embaixador de Angola em Paris, João Bernardo de Miranda.
Embaixador de Angola em Paris, João Bernardo de Miranda. © RFI

Angola celebra amanhã, 11 de Novembro, 45 anos de Independência, uma "Dipanda" marcada por restrições da pandemia que obrigou ao cancelar das comemorações e a promessa de uma manifestação com centenas de jovens.

Publicidade

Nos últimos meses com as medidas restritivas para travar a propagação da Covid-19, o governo angolano procurou equilibrar as medidas com algum alívio económico para as empresas e para os cidadãos, no entanto não conseguiu travar o descontentamento, que foi subindo nas ruas. Os angolanos contestam a subida de preços e o desemprego que afecta mais de 56% dos jovens angolanos.

Este ano, em plena pandemia, o Presidente angolano João Lourenço decidiu homenagear, em Luanda, os profissionais que luta na linha da frente contra a Covid-19. 

Angola fechou fronteiras em Março e o país afundou-se numa depressão económica e social, com os efeitos da pandemia a agravar um ciclo recessivo que se arrasta desde 2016 e vai repetir-se este ano, lembra o embaixador de Angola em Paris, João Bernardo de Miranda.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI