Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Líder estudantil angolano: "a conversa com o Presidente não me retira o direito de manifestar"

Áudio 11:41
Participantes do encontro organizado na quinta-feira 26 de Novembro de 2020 entre o Presidente Angolano e a juventude do seu país, em Luanda.
Participantes do encontro organizado na quinta-feira 26 de Novembro de 2020 entre o Presidente Angolano e a juventude do seu país, em Luanda. LUSA - AMPE ROGÉRIO
Por: Liliana Henriques
14 min

Na passada quinta-feira, o presidente angolano manteve um encontro com os vários quadrantes da juventude angolana no intuito de ouvir as suas reivindicações, numa altura em que muitos jovens ligados a sindicatos, partidos políticos ou de movimentos da sociedade civil têm descido à rua para chamar a atenção do executivo sobre a luta contra a pobreza e a corrupção bem como a necessidade de mais investimento na saúde e na educação, durante manifestações que em alguns casos foram marcadas por uma severa repressão policial.

Publicidade

Um jovem manifestante, Inocêncio de Matos, morreu em circunstâncias por determinar na sequência da marcha organizada no passado dia 11 de Novembro, dia da independência.

Foi por conseguinte num contexto de dor que foi organizado o encontro entre o Presidente e a juventude do seu país. Nem todos os convidados compareceram por desconfiar da real vontade de diálogo das autoridades, este encontro tendo sido qualificado de "operação de charme".

Francisco Teixeira, presidente do Movimento dos Estudantes Angolanos que participou em algumas das recentes manifestações, deslocou-se ao encontro organizado pela presidência. Levou as suas reivindicações, teceu um alerta sobre a situação da educação no seu país e vincou que "a conversa com o Presidente não lhe retira o direito de manifestar".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.