Convidado

Morte de Daviz Simango "é uma perda irreparável"

Áudio 06:22
Daviz Simango, líder do Movimento Democrático de Moçambique (MDM)
Daviz Simango, líder do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) Cristiana Soares

O presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e autarca da cidade da Beira, Daviz Simango, faleceu, esta segunda-feira, na África do Sul, vítima de doença. A morte de Daviz Simango foi recebida com consternação no seio do partido, José Domingos, secretário-geral do MDM fala numa perda irreparável.

Publicidade

Daviz Simango foi presidente da Concelho Municipal da segunda cidade de Moçambique, Beira, desde 2003 - primeiro para o maior partido da oposição, a Renamo, e mais tarde como independente, antes de formar o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) em 2009.

O engenheiro civil foi diversas vezes reeleito autarca da Beira e ficou em terceiro lugar nas eleições presidenciais  em 2009, 2014 e 2019.

Daviz Simango ficou ainda conhecido pelas acções que travou para proteger a cidade contra as alterações climáticas, trabalho que intensificou após os dois ciclones que devastaram a costa de Moçambique em 2019, arrasando grande parte da Beira, deixando mais de 600 mortos e centenas de milhares desalojados. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI