Convidado

"Desconfinamento progressivo da França é uma escolha política"

A França começa a desconfinar a partir de dia 3 de Maio. As esplanadas voltam a abrir dia 19 de Maio, com o limite máximo de seis pessoas.
A França começa a desconfinar a partir de dia 3 de Maio. As esplanadas voltam a abrir dia 19 de Maio, com o limite máximo de seis pessoas. Bertrand Guay / AFP

O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta sexta-feria o calendário progressivo do desconfinamento do país à imprensa regional. O processo vai acontecer em quatro etapas entre 3 de Maio e 30 de Junho.

Publicidade

Em França, a situação sanitária é mais preocupante do que na mesma altura no ano passado, com cerca de 6.000 pessoas internadas e 26 mil novos casos de Covid-19 registados por dia.

A França vive hoje numa situação epidemiológica mais preocupante quando comparada à mesma altura do ano passado.  Este desconfinamento "é excessivamente rápido", aponta o responsável do serviço de reanimação do hospital Bichat. Os hospitais continuam saturados com cerca de 40 a 60 por cento de consultas e cirurgias adiadas. Quais as perspectivas para esta desconfinamento gradual, a analise de Paulo da Silva Moreira, médico e autarca em França.

Os hospitais continuam saturados com cerca de 40 a 60 por cento de consultas e cirurgias adiadas.  Os profissionais de saúde dizem sentir-se deixados de lado pela população e pelo executivo. A grande incógnita continua a ser a reacção e comportamento da população: o descuido do distanciamento social com a reabertura das esplanadas. "Existem riscos de uma quarta vaga este verão", lembra o médico Paulo da Silva Moreira

Emmanuel Macron anunciou que partir de 15 de Junho todos os franceses poderão ser vacinados. "A data é real porque temos em perspectiva as eleições, as férias e a reabertura dos comércios", acredita o autarca. No entanto, a fiabilidade deste plano de desconfinamento vai depender da taxa de vacinação e da contagiosidade das novas variantes.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI