Convidado

Lisboa recebe pan-africanismo de Ângela Ferreira em exposição no Hangar

Áudio 09:40
A artista nascida em Moçambique residente em Lisboa, Ângela.Ferreira.
A artista nascida em Moçambique residente em Lisboa, Ângela.Ferreira. © Luís Guita

Ângela Ferreira tem uma nova exposição individual. A artista plástica, que nasceu em Moçambique e vive em Lisboa, apresenta "A Spontaneous Tour of Some Monuments of African Architecture" no espaço Hangar, na capital portuguesa, até 24 de Julho. 

Publicidade

Na instalação, a artista avança com trabalhos que sugerem propostas de transição entre a arquitectura tradicional em África e a arquitectura modernista que resta do tempo colonial e vão dar origem a elementos híbridos de uma arquitectura pan-africana.

A casa de Miriam Makeba em Dalaba (Guiné Conacri), o trabalho do casal de arquitectos Carlota Quintanilha e João José Tinoco, em Moçambique, e do arquitecto Pancho Guedes, também em Moçambique, estão entre as referências que inspiraram Ângela Ferreira, para quem a arte só faz sentido quando imbuída de criticidade política.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI