"Se eu sou capaz, qualquer pessoa é capaz", Sara Baptista, cientista

Áudio 13:58
Sara Baptista é cientista no Instituto de Medicina Molecular (IMM), em Lisboa
Sara Baptista é cientista no Instituto de Medicina Molecular (IMM), em Lisboa © Luís Guita

Poder contribuir para aperfeiçoar a vacina da malária é, para já, o mais recente desafio da cientista portuguesa de origem cabo-verdiana Sara Baptista.

Publicidade

No Instituto de Medicina Molecular (IMM), em Lisboa, Sara Baptista estuda mecanismos biológicos e moleculares do parasita da malária.

Com as raízes africanas sempre presentes, Sara Baptista tem um percurso académico ímpar. Fez um bacharelato em Enfermagem, que transformou em licenciatura, e dois mestrados, um em Saúde Pública e outro em Infecção por VIH SIDA. Enquanto avança com o doutoramento no IMM, ainda encontrou energia para ser embaixadora do Next Einstein Forum em Cabo Verde.

A RFI foi até ao IMM para falar com a cientista que considera que "há uma falta de visão sobre o potencial de qualquer cidadão dos PALOP."

Oiça aqui a entrevista:

Convidada Sara Baptista 150821

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI