Atentados de Paris: “Continuamos a viver, mas estamos sempre em alerta”

Áudio 07:58
Natália Teixeira-Syed abriu portas aos que fugiam do Bataclan nos atentados de 13 de Novembro de 2015. Paris, 8 de Junho de 2021.
Natália Teixeira-Syed abriu portas aos que fugiam do Bataclan nos atentados de 13 de Novembro de 2015. Paris, 8 de Junho de 2021. © Carina Branco/RFI

Natália Teixeira-Syed e a sua família continuam a morar a poucos metros do Bataclan. Há quase seis anos, na noite de 13 de Novembro de 2015, a porteira franco-portuguesa abriu o enorme portão que dá acesso ao pátio do seu condomínio e dezenas de pessoas em fuga do Bataclan aí se refugiaram e receberam primeiros-socorros. Foram precisos alguns meses para que a sua vida regressasse ao "normal" e “agora está melhor”. “Continuamos a viver, mas estamos sempre em alerta”, resume.

Publicidade

Como outros porteiros portugueses, Natália Teixeira-Syed foi condecorada pelo Presidente de Portugal e pela Câmara Municipal de Paris pela ajuda prestada aos sobreviventes do atentado ao Bataclan em 13 de Novembro de 2015. Nessa noite, a franco-portuguesa, vizinha da sala de espectáculos, abriu o enorme portão que dá acesso ao pátio do seu condomínio e dezenas de pessoas aí se refugiaram, receberam primeiros socorros e simplesmente ficaram a salvo.

Foram precisos alguns meses para que a vida de Natália e da sua família regressasse ao "normal" e “agora está melhor”. “Continuamos a viver, mas estamos sempre em alerta”, resume.

Nas vésperas do arranque do histórico julgamento dos atentados de 13 de Novembro, Natália vai assistir ao processo pela televisão, ainda que se mostre céptica quanto ao seu desfecho. Como é que pode haver justiça face ao que aconteceu naquela noite? “Francamente nem sei”, é o desabafo, em tom retórico, que deixa.

Uma entrevista para ouvir neste programa.

Entrevista a Natália Teixeira-Syed - Julgamento Atentados de Paris

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI