Convidado

Dívidas ocultas: "Julgamento independente" pode mudar rumo de Moçambique

Áudio 10:49
Sala em que decorreu o julgamento do caso das dí­vidas ocultas,  Maputo, Moçambique, 23 de agosto de 2021.
Sala em que decorreu o julgamento do caso das dí­vidas ocultas, Maputo, Moçambique, 23 de agosto de 2021. LUSA - LUCAS MENESES

Dez anos de prisão para o antigo ministro dos transportes, Paulo Zucula, e para o antigo gestor da Sasol e consultor da Embraer, Mateus Zimba, pelo crime de branqueamento de capitais na compra de duas aeronaves da empresa brasileira Embraer pela LAM. 

Publicidade

A sentença foi lida esta segunda-feira, 13 de Setembro, na oitava sessão do tribunal judicial da cidade de Maputo.

A condenação de corrupção dos réus "é um bom sinal. Os crimes de corrupção devem ser exemplarmente punidos e deve haver responsabilização financeira. Importante é a condenação exemplar dos crimes de corrupção, particularmente quando atingem antigos ministros", afirma o director executivo da ONG moçambicana Centro para a Democracia e Desenvolvimento (CDD). 

Contudo, Adriano Nuvunga lembra que este julgamento deveria "ser abrangente, incluindo os ministros em exercício. Temos estados a denunciar o actual governo, que também está envolvido em crimes de corrupção".

Mateus Zimbai vai recorrer da decisão, anunciou o advogado de defesa. "É importante que os recursos não abalem a sentença pronunciada ontem", defende o director executivo da ONG moçambicana CDD.

Julgamento do caso das Dívidas ocultas

O empresário libanês, Jean Boustani, considerado principal mentor do negócio que deu lugar às dívidas ocultas, está disponível para ser ouvido.

"No caso das dvidas ocultas, o depoimento de Boustani é uma peça chave para perceber onde está escondido o dinheiro, que tanta falta faz aos moçambicanos", alerta o director executivo da ONG moçambicana Centro para a Democracia e Desenvolvimento, Adriano Nuvunga.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI