Desporto

CAN 2022: Cabo Verde e Guiné-Bissau querem presença nos oitavos

Áudio 14:05
Troféu do CAN.
Troféu do CAN. © REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

O Campeonato Africano das Nações de futebol já vai na segunda jornada da fase de grupos. Cabo Verde perdeu o segundo jogo perante o Burkina Faso, enquanto a Guiné-Bissau defronta no sábado o Egipto.

Publicidade

O CAN, que decorre nos Camarões, já tem uma equipa apurada para os oitavos-de-final, o país anfitrião.

Na segunda jornada do Grupo A, os camaroneses venceram por 4-1 a Etiópia, no Estádio de Olembé em Yaoundé, e carimbaram o passaporte para os oitavos-de-final, liderando o agrupamento com 6 pontos.

Em conferência de imprensa, António Conceição, treinador português dos Camarões, estava satisfeito com o resultado, mas não tanto com a exibição da defesa camaronesa.

António Conceição (centro), treinador português dos Camarões, e Vincent Aboubakar (direita), avançado camaronês, em conferência de imprensa.
António Conceição (centro), treinador português dos Camarões, e Vincent Aboubakar (direita), avançado camaronês, em conferência de imprensa. @ Daniel Beloumou Olomo AFP

Quanto a Cabo Verde averbou a primeira derrota na competição frente ao Burkina Faso por 0-1. Com este resultado os cabo-verdianos permanecem no segundo lugar com 3 pontos, os mesmos do que o Burkina Faso.

Igualmente em conferência de imprensa, Humberto Bettencourt, treinador-adjunto de Cabo Verde, mostrou-se desagradado com o resultado.

Em entrevista exclusiva à RFI, Stopira, lateral-esquerdo dos Tubarões Azuis, admitiu que o encontro foi decidido nos pormenores.

Stopira, internacional cabo-verdiano de 33 anos, actua no MOL Fehérvár FC na Hungria.

Igualmente em entrevista exclusiva à RFI, Vozinha, guarda-redes dos Tubarões Azuis, afirmou que o jogo foi equilibrado e que Cabo Verde merecia um melhor resultado.

Vozinha, internacional cabo-verdiano de 35 anos, actua no AEL Limassol no Chipre, ele que foi titular no encontro frente ao Burkina Faso.

Do lado do Burkina Faso, a RFI falou com Edmond Tapsoba, defesa de 22 anos, que estava feliz com o triunfo, um resultado que permite sonhar num apuramento para a próxima fase.

Edmond Tapsoba, defesa de 22 anos do Burkina Faso, actua no Bayer Leverkusen, ele que passou em Portugal pelo Leixões e pelo Vitória de Guimarães.

Os Camarões lideram o Grupo A com seis pontos, à frente de Cabo Verde e de Burkina Faso com 3 pontos, isto enquanto a Etiópia está na última posição sem nenhum ponto.

Na derradeira jornada, a 17 de Janeiro, os Tubarões Azuis medem forças com os Leões Indomáveis, enquanto o Burkina Faso vai defrontar os etíopes.

Cabo Verde venceu a Etiópia em Yaoundé.
Cabo Verde venceu a Etiópia em Yaoundé. © Pierre René-Worms/RFI

Quanto à Guiné-Bissau defronta neste sábado 15 de Janeiro o Egipto num jogo a contar para o Grupo D. O triunfo é imperativo para os Djurtus que empataram na primeira jornada sem golos frente ao Sudão.

Em entrevista exclusiva à RFI, Baciro Candé, selecionador guineense de 54 anos, admitiu que a equipa fez tudo para vencer o Sudão, e afirmou que agora o objectivo é vencer o Egipto.

Igualmente em entrevista exclusiva à RFI, Pelé, médio guineense de 30 anos, que actua no Mónaco em França, realçou que a equipa jogou bem frente ao Sudão, admitindo que agora é necessário vencer os egípcios para alcançar o apuramento apesar de ser uma nação sempre complicada de defrontar.

Na tabela classificativa, a Guiné-Bissau ocupa o segundo lugar com um ponto, os mesmos do que os sudaneses, e a dois do líder, a Nigéria. Recorde-se que o Egipto está na última posição sem nenhum ponto após a derrota por 1-0 frente à Nigéria.

É o ponto final neste Magazine Desporto. Até breve.

DESPORTO 14/01/2022 MM

Os Djurtus no CAN 2022 que decorre nos Camarões.
Os Djurtus no CAN 2022 que decorre nos Camarões. © AFP - DANIEL BELOUMOU OLOMO

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI