Economias

Guiné-Bissau: nova greve geral da Função Pública a partir de 18 de janeiro

Áudio 13:49
Júlio Mendonça, secretário-geral da UNTG, a principal central sindical na Guiné-Bissau, anuncia nova greve geral na Função Pública a partir de 18 de janeiro.
Júlio Mendonça, secretário-geral da UNTG, a principal central sindical na Guiné-Bissau, anuncia nova greve geral na Função Pública a partir de 18 de janeiro. © UNTG

Na Guiné-Bissau depois da greve geral da Função Pública entre 4 e 8 de janeiro, a UNTG, principal central sindical do país, convocou uma nova greve para os dias 18, 19, 21 e 22 de janeiro - 20 é feriado, para assinalar o assassínio de Amílcar Cabral - exigindo que o Presidente Umaro Sissoco Embaló vete o OGE para 2021, que entre outros, prevê aumento de impostos e aumento dos subsídios aos governantes e deputados e cumpra o memorando de entendimento assinado em novembro de 2020. As reivindicações dos trabalhadores mantêm-se as mesmas, como refere Júlio Mendonça, secretário-geral da UNTG.