Acesso ao principal conteúdo
Revista de Imprensa

França: "a última volta antes do reconfinamento"

Áudio 04:10
Primeiras páginas dos jornais franceses, 23 de Outubro de 2020.
Primeiras páginas dos jornais franceses, 23 de Outubro de 2020. © RFI
Por: Lígia ANJOS
8 min

As medidas anunciadas na quinta-feira pelo chefe de governo francês fazem manchete esta sexta-feira no vespertino Le Monde. "54 distritos com recolher obrigatório afecta dois em cada três franceses", escreve o Le Monde.

Publicidade

As medidas aplicam-se entre 21h-6h e entram em vigo a partir da meia-noite desta sexta-feira. "A situação nos hospitais tornou-se muito preocupante em vários distritos. O mês de Novembro vai ser esgotante", advertiu Jean Castex.

O comunista l’Humanité titula "a noite estende-se ao hexágono", 46 milhões de franceses ficam com actividades limitadas. 

As previsões do Conselho Científico - que anunciara um inverno difícil - "passou de palavras a actos". "Esta segunda vaga parece ser mais forte em cidades onde existem maiores desigualdades sociais. É o caso no norte em Roubaix e Tourcoing, onde a propagação do vírus é maior", descreve o L'Humanité.

O diário Le Parisien destaca na primeira página "os cenários do governo francês" e "a última volta antes do reconfinamento. Para enfrentar a propagação do virus o governo não exclui novos confinamentos obrigatórios".

O conservador Le Figaro questiona: "Covid-19 de onde vem a epidemia ? O primeiro-ministro lembrou a gravidade da crise sanitária". No editorial, Gaetan de Capèle, fala de equilibrismo: "a virulenta epidemia condena Emanuel Macron ao equilibrismo, ouvindo por um lado profissionais de saúde, sob pressão e preocupados por uma doença que ninguém consegue ainda dominar a não ser um novo confinamento, do outro lado os empresários, trabalhadores, comerciantes, agricultores, estudantes e milhões de franceses que trabalham, têm uma famílias, educam filhos e têm um futuro para construir".

Ainda em destaque na edição do Le Monde "Biden resiste a Trump. Os candidatos às eleições presidenciais estiveram num frente-a-frente no último debate a faltarem dez dias do escrutínio. Combativo, o presidente não conseguiu estabilizar o adversário democrata ao longo da hora e meia de debate".

Em Manchete, Libération "as violências sexuais e sexistas juntam-se aos tachos na cozinha" titula o diário esquerdista, que publica uma grande reportagem sobre agressões sexuais no mundo da gastronomia, particularmente sexista como denuncia o jornal.

"União civil para casais homossexuais - foi o que anunciou o Papa Francisco", em manchete do católico La croix. "Num documentário televisivo, o Papa afirmou que os casais homossexuais podem beneficiar da lei de união civil em países onde esse direito ainda não existe", descreve o diário.

No comunista l’Humanité escreve: "o povo chileno prepara-se para enterrar a Constituição de Pinochet. Conquistado pelo movimento social criado há um ano, o referendo deste domingo pode libertar os chilenos de trinta anos de uma lei herdada pelo antigo ditador".

"Pelé 80 anos de uma lenda que atravessou o tempo", titula o Le Figaro. "A estrela brasileira festeja esta sexta -feira 80 anos. O percurso, os títulos, os golos ficam enraizados nas nossas memórias".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.