Revista de Imprensa

Geração Covid em França vive com muitas dificuldades a crise sanitária

Áudio 04:15
Geração Covid em França vive com muitas dificuldades a crise sanitária
Geração Covid em França vive com muitas dificuldades a crise sanitária Anoushka Notaras

Abrimos esta revista com LE MONDE a titular como a geração Covid vive a crise. O vespertino partiu para uma série de encontros com os jovens confrontados com múltiplas consequências  da crise sanitária devido à Covid-19.  

Publicidade

Em Paris e em todo o país, nos diferentes meios sociais, os jovens contam as suas dificuldades em projectar-se no futuro neste período de incertezas. Falam da entrada na Universidade, da procura do primeiro emprego, das etapas que marcam a iniciação na vida adulta sem problemas maiores.

A situação é particularmente difícil de viver para os cerca de 2,7 milhões de estudantes cujas condições de vida se deterioraram nos últimos meses jovens. Contudo, segundo a socióloga, Anne Muxel, esta geração continua a ter confiança em si acreditando na sua capacidade de vencer, acrescenta, LE MONDE. 

Por seu lado, LE FIGARO, titula, França, face ao flagelo da guerra de bandos. O escândalo Yuriy trouxe para a ribalta este fenómeno em plena expansão. Em 2020o número de confrontos aumentou 24%. As forças da ordem e a justiça estão a jizar a melhor resposta.

A divulgação nas redes sociais de imagens do jovem Yuriy abandonado morto nas ruas de um bairro de Paris é apenas um episódio de numerosas guerras de bandos que estão de regresso ao país. Segundo um balanço da direcção geral da polícia nacional, França registou em 2020, 357 confrontos entre grupos de bairros  rivais, o que representa um aumento de 24% num ano, nota, LE FIGARO.

No internacional, LA CROIX, titula, India, a grande potência da vacina. Lançou-se na produção em grande escala de vacinas contra a Covid-19 alargando a sua influência regional e internacional. Com a sua formidável capacidade de produção de vacinas e de medicamentos, a India exporta as suas primeiras vacinas, VaccineMaitri contra a Covid-19 para os países do Sul.

Vladimir Putin desafia Europa e Estados Unidos

Um gesto solidário e uma etapa histórica que consolida a sua influência à escala do planeta e paralelamente desde 16 de janeiro lançou uma gigantesca campanha de vacinação no país cobrindo 300 milhões de indianos para um período de seis meses, nota, LA CROIX.

Por seu lado, LIBÉRATION, titula, Birmânia, o grito do povo. Apesar do Internet ter sido desligado, aumentaram os cortejos de manifestações no último fim-de-semana, uma semana depois do golpe de Estado militar que neutralizou Aung San Suu Kyi. 

Crimes de guerra israelitas, o fim da impunidade, titula, L'HUMANITÉ. O Tribunal penal internacional vai poder investigar sobre as atrocidades cometidas nos territórios palestinianos ocupados.

Na política diplomática, LE FIGARO destaca, Vladimir Putin, endurece o braço de ferro com os ocidentais. Aos americanos e aos europeus que pedem a libertação do opositor, Alexei Navalny, o poder de Cremlin, enche o peito preparando uma ratoeira diplomática ao representante da União europeia, Josep Borell, durante a sua visita na sexta-feira a Moscovo e denunciando a retórica agressiva e não construtiva de Joe Biden. Face a ameaças de novas sanções, Putin, exibe a sua impermeabilidade a qualquer tipo de pressão, acrescenta, LE FIGARO.  

Em relação ao continente africano, LE MOLDE destaca Líbia, um acordo político à sombra do condomínio turco-russo. A personalidade do novo primeiro ministro, Abdel Hamid, suscita perplexidade e mesmo preocupação no ocidente. Os interesses dos negócios do novo primeiro ministro, tornam-no próximo da Turquia, pois, é representante das principais empresas do Estado turco interessadas no mercado líbio. 

Esta proximidade com Ancara, explica-se provavelmente porque deu a sua primeira entrevista à imprensa estrangeira à agência noticiosa oficial turca, Anadolu. Para além disso é igualmente próximo de Moscovo, onde chefiou em abril de 2017 uma delegação de Misrata, tendo sido recebido pelo vice-ministro dos Negócios estrangeiros, Mikail Bogdanov, acrescenta, LE MONDE.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI