Vida em França

Confinamento: A morte lenta das livrarias independentes

Áudio 05:49
Anne Lima, Directora das Éditions Chandeigne
Anne Lima, Directora das Éditions Chandeigne Carina Branco/RFI

Um novo golpe para as livrarias francesas que se viram obrigadas a encerrar as portas pela segunda vez, em sete meses. A decisão é do governo francês que confinou novamente o país, devido ao aumento de casos do novo coronavírus. 

Publicidade

Ana Lima, responsável das edições Chandeigne e parceira da Livraria Portuguesa e Brasileira, em Paris, não compreende a escolha das autoridades francesas e admite que será a morte para muitas livrarias independentes.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI