Vida em França

Embaixada de Portugal em França mostra arte contemporânea em Paris

Áudio 07:21
Salão nobre da Embiaxada de Portugal em França com os móveis da coleção Roche Bobois em parceria com a artista Joana Vasconcelos
Salão nobre da Embiaxada de Portugal em França com os móveis da coleção Roche Bobois em parceria com a artista Joana Vasconcelos © Catarina Falcao - RFI

À decoração habitual do hotel particular onde está sediada a Embaixada de Portugal em França vieram juntar-se 12 obras de artistas contemporâneos portugueses par amostrar um país "moderno" e "inesperado".

Publicidade

"Havia duas intenções, por um lado, durante a presidência portuguesa dar uma uma imagem d ePortugal para quem fosse à Embaixada para que não fosse apenas a imagem clara da referência à nossa tradição e da nossa história, mas para relembrar que para além dessa bagagem, há uma outra dimensão, que é uma dimensão de modernidade", disse Jorge Torres Pereira, embaixador de Portugal em França.

A abertura contou com alguns dos artistas como Manuel Cargaleiro, para quem esta edifício é "uma casa", embora a arte moderna cause algum "choque" com a decoração clássica tradicional.

Quanto ao diálogo da sua obra com artistas como Joana Vasconcelos ou Vhils, Cargaleiro considera que em todas as épocas, os artistas estão "certos".

"Coleccionei artistas da minha geração, mas gosto muito de coisas que não têm nada a ver. Os artistas sinceros estão sempre certos", declarou.

Estes 12 artistas não foram escolhidos ao acaso e querem mostrar um Portugal "dinâmico".

"O critério era fazer com que estivessem só artistas vivos, que mantivessem uma relação com França porque viviam cá ou porque tinham proximamente exposições em França", indicou João Pinharanda, conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em França.

Um lugar inesperado para fazer uma exposição de arte moderna, mas também para encontrar obras de arte inesperadas.

"Sempre, para os estrangeiros, a arte portuguesa é inesperada porque está fora dos canones regulares, mesmo para os franceses. É sempre um pouco estranho encontrar coisas portuguesas para um olhar exterior", concluiu.

Esta exposição vai ficar patente até ao final de junho e pode ser visitada mediante marcação.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI