Acesso ao principal conteúdo

Covid-19: São Tomé declara estado de emergência

Miguel Martins/RFI
Texto por: RFI
3 min

As autoridades são-tomenses declararam estado de emergência face à propagação do Covid-19. São Tomé e Príncipe ainda não registou nenhum caso, mas no continente africano há já mais de trinta países afectados pelo novo coronavírus.

Publicidade

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, após um encontro que manteve com Presidente da República, Evaristo Carvalho, esta terça-feira.

As medidas prevêem a proibição de entrada no país de cidadãos estrangeiros, quanto aos nacionais e residentes estrangeiros, que regressem ao país, ficarão sujeitos a uma quarentena domiciliária.

As escolas, públicas e privadas, restaurantes e discotecas vão ser ser encerrados. Estão proibidas as manifestações culturais, religiosas e desportivas.

Ficam impedidos de aterrar no aeroporto os voos charters e acostagem de navios cruzeiros nos portos do arquipélago.

O executivo decidiu ainda suspender as emissões e atribuição de passaportes diplomáticos e de serviços aos agentes de Estado, exceptuando situações de emergência.

As medidas terão a duração de 15 dias, prorrogáveis por igual período, até ao limite máximo de 90 dias. Até agora não foi detectado nenhum caso positivo de Covid-19 em São Tomé e Príncipe, mas no continente africano já há mais de trinta países afectados pelo Covid-19.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.