Acesso ao principal conteúdo
So Tomé e Príncipe/Covid-19

São Tomé e Príncipe vai impor uso de máscaras nas vias e serviços públicos

São Tomé e Príncipe vai subvencionar a produção massiva de máscaras em tecidono país, que deverão ser certificadas pelo Ministério da Saúde.
São Tomé e Príncipe vai subvencionar a produção massiva de máscaras em tecidono país, que deverão ser certificadas pelo Ministério da Saúde. RFI/Romain Chanson
Texto por: RFI | Maximino Carlos
2 min

O uso de máscaras de protecção nas vias públicas e serviços públicos em São Tomé e Príncipe, passará a ser obrigatório a partir da próxima sexta-feira, dia 24 de abril e foi decretado o confinamento entre as duas ilhas.

Publicidade

Não havendo máscaras suficientes no país, o governo decidiu subvencionar  a sua produção massiva em tecido, por empresas e cooperativas nacionais.

As máscaras deverão ser  certificadas pelo ministério da saúde e a partir das 19 horas locais da próxima sexta-feira, 24 de abril, os são-tomenses, terão confinamento obrigatório, segundo o  comunicado lido pelo porta-voz do governo Adelino-Lucas.

Adelino Lucas menconou ainda o confinamento obrigatório entre as ilhas de São Tomé e do Príncipe, algo que o governo regional já tinha pedido há muito e tinha então sido recuaso pelo governo.

"...nenhum cidadão deverá deslocar-se de São Tomé para a região autónoma do Príncipe e vice-versa, sem a realização prévia de testes rápidos ao Covid-19".

De recordar que as autoridades sanitárias confirmaram esta terça- feira (21/04) três  casos positivos de coronavírus, cujos pacientes se encontravam internados na unidade de doenças respiratórias no principal hospital do país, Dr.  Aires  Menezes, com sintomas associados ao Covid-19.

Os três casos foram confirmados, depois dos referidos pacientes terem sido submetidos a  testes  rápidos e os mesmos estão actualmente em  isolamento total, sob controlo das autoridades sanitárias.

Equipas médicas de acompanhamento exclusivo aos pacientes infectados,  foram accionadas, enquanto os pacientes infectados deverão ser retirados dos seus domicílios, passando a residir em espaços especialmente criados para o efeito.

Dez ventialdores deverão chegar a São Tomé e Príncipe na próxima segunda-feira (27/04).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.