Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe: ADI vai "chumbar" Orçamento de 2021

Zona ribeirinha de São Tomé.
Zona ribeirinha de São Tomé. Liliana Henriques / RFI
Texto por: RFI
2 min

O maior partido da oposição de São Tomé e Príncipe garante que vai "chumbar" o Orçamento Geral do Estado. O documento deve ser votado na generalidade amanhã.

Publicidade

Para Orlando Mata, vice-presidente da Acção Democrática Independente, citado pela agência Lusa, "este orçamento não responde aquilo que nós esperávamos e vamos chumbá-lo. Para nós é um orçamento que nem devia ter sido apresentado. (...) Esperávamos um orçamento virado para a revitalização da nossa economia".

Avaliado em 135 milhões de euros, o OGE e as Grandes Opções de Plano para 2021 começaram a ser discutidos na sexta-feira passada.

O executivo são-tomense projecta um crescimento económico de 5% em 2021. As infra-estruturas e recursos naturais terão 27,8% do que está estipulado no OGE. O Ministério da Saúde leva 13% e a Educação e Ensino superior 9,4%. 7,9% vão para a Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural.

Na Assembleia Nacional a ADI tem 25 deputados, seguida do MSLT-PSD, com 23 eleitos, enquanto a coligação PCD-UDD-MDFM tem cinco lugares. Há ainda dois deputados eleitos pelo Movimento Independente de Caué.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.