São Tomé e Príncipe

Ministro são-tomense da Saúde refere que continuam os desvios de ajuda para o combate ao covid-19

Edgar Neves, ministro são-tomense da saúde.
Edgar Neves, ministro são-tomense da saúde. © facebook.com

Em recentes declarações à imprensa nacional, o Ministro são-tomense da Saúde, Edgar Neves, disse que continua o desvio de parte da ajuda internacional que tem chegado ao país para lutar contra a pandemia, isto apesar de a polícia já ter sido informada anteriormente de primeiros casos de desvio de máscaras, produtos de higiene e outros materiais vindos do exterior e que acabaram por ser comercializados em farmácias privadas.

Publicidade

Ao revelar que há processos em curso que estão a ser investigados pela Policia Judiciária, o titular da pasta da Saúde considerou que se trata mais de um caso de fragilidades na gestão. Apesar de São Tomé e Príncipe ser um país onde não se regista grande volume de desvios de ajudas dos parceiros internacionais referente a covid-19, o ministro admite que "há como em qualquer parte do mundo, pessoas que eventualmente queiram usurpar ou ter na sua posse produtos que não lhe pertencem".

Para Edgar Neves, São Tomé e Príncipe tem gerido de forma correcta a ajuda internacional no combate à covid-19, apontando que os parceiros internacionais não têm cessado o apoio ao seu país. "A gestão, se me perguntarem se é perfeita, direi que não" admitiu todavia o titular da pasta da saúde, referindo que é preciso melhorar no aspecto da fiscalização.

O aprimoramento das ajudas dos parceiros internacionais foi precisamente um dos assuntos debatidos no recente encontro entre a OMS e o Ministério da Saúde que analisou vários aspectos para a melhoria do Sistema Nacional de Saúde.

De referir que o executivo são-tomense decretou hoje mais um estado de calamidade devido à covid-19, por um período de 15 dias. Este dispositivo que entrou em vigor esta sexta-feira prevê restrições mais "flexibilizadas" num contexto em que se tem registado uma "diminuição do número de casos".

De acordo com o ultimo balanço das autoridades sanitárias, São Tomé e Príncipe registou nas últimas 48 horas três casos suplementares de coronavírus, fazendo ascender o total de infecções a 2.271 e mantendo-se o número de mortos em 35.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI