São Tomé e Príncipe/Sociedade

Magistrados são-tomenses estão em greve contra redução de salários

Magistrados são-tomenses estão em greve, contra a redução dos seus salários.
Magistrados são-tomenses estão em greve, contra a redução dos seus salários. © Cortesia Téla Non

Os magistrados são-tomenses estão em greve em  protesto ao projecto de reajuste salarial recentemente submetido ao parlamento pelo governo. O referido reajuste prevê a redução de salários dos magistrados. Para ultrapassar esta questão o executivo e os sindicatos dos magistrados estão em negociações.

Publicidade

As negociações iniciaram no dia 21 de Maio de 2021. Uma fonte disse à RFI que as mesmas têm sido positivas e admitiu a hipótese de que  esta  semana a greve seja suspensa. Durante este período de greve os julgamentos estão suspensos.

Uma fonte sindical dos magistrados avançou à RFI que os mesmos não estão contra o reajuste salarial, mas não querem que os  prejudique.

A  citada fonte  fez alusão à alguns compromissos que os magistrados têm, nomeadamente, com os bancos comerciais, por  isso não querem que os seus salários sejam reduzidos.

O  ministro  das  Finanças, Osvaldo Vaz, que chefia a equipa de negociações do Governo, afirmou recentemente que o reajuste entregue ao parlamento é apenas um projecto  que  poderá sofrer alterações em função das negociações sectoriais e sublinhou que o executivo está aberto ao diálogo.

Ouça  aqui  a correspondência  de Maximino Carlos:

Correspondência de São Tomé e Príncipe .Maximino Carlos 25 05 2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI