são Tomé e Príncipe

Próxima semana decisiva em imbróglio das eleições presidenciais

Palácio Presidencial, São Tomé.
Palácio Presidencial, São Tomé. © Neidy Ribeiro

A próxima semana será decisiva para que se conheça a posição do Tribunal Constitucional relativamente ao  impasse eleitoral, após os acórdãos contraditórios sobre a recontagem dos votos pedida pelo candidato que ficou em terceiro lugar, Delfim Neves.

Publicidade

Os cinco juízes do Tribunal Constitucional, vão retomar na próxima semana os trabalhos que foram inconclusivos  na semana passada.

Caso o Tribunal Constitucional decida, na próxima semana, spbre o apuramento dos resultados da primeira volta das eleições presidenciais, admite-se que a segunda volta se realize na segunda semana agosto, tendo em conta o apertar dos prazos.

Isto vai implicar a alteração dos prazos de acordo com a lei. O Tribunal Constitucional terá que proceder ao apuramento geral dos resultados e a sua posterior proclamação definitiva.

Seguir-se-ão outros passos, nomeadamente, os sorteios para o posicionamento dos candidatos nos boletins de voto e o tempo de antena na rádio e na televisão.

Estes são os passos mais decisivos, sem descurar a mobilização de meios financeiros e logísticos para a segunda volta embora já exista um cronograma concebido pela Comissão Eleitoral Nacional.

Entretanto, aumenta a pressão para que o Tribunal decida o mais rápido possível. Na semana passada, um grupo de cidadãos dirigiu-se à residência oficial do Presidente  da República, Evaristo Carvalho, situada no Morro da  Trindade, sensivelmente a sete quilómetros da  capital do país para o pressionar enquanto Chefe de  Estado  no  sentido  de  exercer  a  sua magistratura de  influência. 

Também a residência oficial do Presidente do Tribunal Constitucional, Pascoal  Daio, foi alvo de uma mobilização  de um grupo de cidadãos para o pressionar.

O governo na sua última sessão de Conselho de Ministros apelou à calma da população e para não se mergulhar em acções que ponham em causa a  paz social.

O executivo disse que tudo fará em concertação com outros órgãos de soberania para se encontrar uma solução para o actual impasse eleitoral. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI