São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe: impasse sobre segunda volta das presidenciais

Parlamento são-tomense
Parlamento são-tomense Liliana Henriques / RFI

A comissão permanente do parlamento são-tomense deve reunir-se na segunda-feira para analisar a data da segunda volta das eleições presidenciais, supostamente a 29 de Agosto. Entretanto, o primeiro-ministro encontrou-se, esta sexta-feira, com os partidos com assento parlamentar.

Publicidade

A comissão permanente da Assembleia Nacional são-tomense, enquanto estrutura que faz o equilíbrio no período de férias parlamentares, vai estar reunida na segunda-feira para analisar, entre outros assuntos, a agenda referente à segunda volta das presidenciais.

Há uma data indicativa proposta pela comissão eleitoral nacional, que é 29 de Agosto.

A data não é consensual entre os partidos que constituem o parlamento são-tomense.

Há, ainda, uma reflexão relativa ao prolongamento do mandato presidencial, mas a proposta submetida pelo partido ADI foi rejeitada pela mesa do parlamento.

O primeiro-ministro conversa, entretanto, com os partidos com assento parlamentar, nomeadamente o MLSTP-PSD, a ADI, a coligação MDFN-PCD e a UDD.

O objectivo é analisar o impasse em torno da segunda volta das presidenciais em São Tomé e Príncipe e outros assuntos relacionados com a suposta tentativa de golpe de Estado, que está a gerar indignação na sociedade são-tomense.

O primeiro-ministro Jorge Bom Jesus promete uma comunicação à nação para esclarecer estes assuntos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI