São Tomé e Príncipe

São-tomenses reagem a debate entre protagonistas das eleições presidenciais

Carlos Vila Nova e Guilherme Posser da Costa passaram à segunda volta das eleições presidenciais de São Tomé e Príncipe.
Carlos Vila Nova e Guilherme Posser da Costa passaram à segunda volta das eleições presidenciais de São Tomé e Príncipe. © RFI

A reportagem da RFI em São Tomé e Príncipe foi ao encontro dos eleitores para conhecer as respectivas reacções ao único debate na noite de quarta-feira entre os dois protagonistas da segunda volta do escrutínio presidencial de domingo.

Publicidade

Carlos Vila Nova, o candidato apoiado pela ADI, na  oposição, e Posser da Costa, pelo MLSTP-PSD, no  poder, discutiram temas diversos sobre a vida politica do país.

Isto acontece nas vésperas do  acto eleitoral previsto para domingo, 5 de Setembro.

Maximino Carlos, correspondente no arquipélago, acompanhou o embate entre os dois protagonistas do escrutínio de domingo.

Os poderes do Presidente da República, à  luz da constituição da república democrática de São Tomé e Príncipe e da sua revisão em 2003, dominou grande parte do debate.

Guilherme Pósser da Costa e Carlos Vila Nova, defendem  o semi-presidencialismo com pendor parlamentar.

Guilherme Posser da Costa: "Eu sou defensor de um regime semi-presidencialista... aquilo que eu tenho visto em São Tomé e Príncipe e o comportamento e o carácter de determinadas pessoas que lutam de uma forma cega para obter o poder, eu tenho muito medo. "

Mas Carlos Vila Nova, entende que se deve aperfeiçoar a  constituição para que ela se adapte às novas realidades do pais.

Carlos Vila Nova: "Trabalharei sem problema nenhum com essa constituição porque não há nenhuma constituição perfeita no mundo."

O combate a  corrupção dos males que grassa a sociedade santomense, também preencheu o  debate. 

Carlos Vila Nova: "Lamentavelmente ela grassa a sociedade. Se não se travar este fenómeno, esse flagelo de facto faz com que a sociedade se sinta meio paralisada, meio bloqueada, sem rumo."

Guilherme Posser da Costa: "Vou ser mesmo forte, firme na luta contra a corrupção."

A  estabilidade política e o funcionamento da justiça, mereceram igualmente referência. 

O debate foi organizado conjuntamente pelos órgãos  públicos de comunicação social, TVS  e a Rádio Nacional. 

Relato do debate eleitoral por Maximino Carlos, 2/9/2021

Por sua vez Neidy Ribeiro, enviada especial, recolheu as reacções de eleitores ao debate eleitoral.

Reacções de populares ao debate em São Tomé e Príncipe a Neidy Ribeiro, 2/9/2021

Carlos Vila Nova e Guilherme Posser da Costa apuraram-se entre os 19 candidatos da primeira volta a 18 de Julho para este segundo turno.

Um contencioso eleitoral submetido por Delfim Neves, do PCD, e também presidente da Assembleia Nacional, atrasou em larga escala o processo.

A justiça acabaria por indeferir pedido para se voltarem a contar os votos e validou o duelo nas urnas para esta segunda volta entre os candidatos da ADI e do MLSTP-PSD.

O mandato de Evaristo Carvalho, chefe de Estado cessante, expira a 3 de Setembro e acabou por ser prolongado até à tomada de posse do seu sucessor, no âmbito de uma lei especial votada pelo parlamento agendando a data da segunda volta apenas para 5 de Setembro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI